https://religiousopinions.com
Slider Image

Correspondências Herbal Mágicas

As ervas são usadas há milhares de anos, tanto medicinal quanto ritualisticamente. Cada erva tem suas próprias características únicas, e essas propriedades são o que torna a planta especial.

Flores de maçã

Tom Meaker / EyeEm / Getty Images

Para os antigos, a maçã era considerada um símbolo da imortalidade. Curiosamente, também é visto como um alimento para os mortos, razão pela qual Samhain é por vezes referido como a Festa das Maçãs. No mito celta, um ramo de maça com frutos cultivados, flores e botões fechados era uma chave mágica para a terra do Mundo Inferior. É também um símbolo da colheita, e é freqüentemente encontrado em altares durante as celebrações de Macon.

Na balada inglesa "Thomas the Rhymer", o jovem Thomas é advertido contra comer as maçãs da Rainha das Fadas, porque comer a comida dos mortos o impediria de retornar à terra dos vivos. Essa história nos lembra que as maçãs e suas flores estão associadas ao reino dos Fae.

A maçã é freqüentemente encontrada como um componente da magia do amor, e as flores podem ser adicionadas a incensos e cervejas. No folclore tradicional, as maçãs são usadas como parte da adivinhação do amor - descasque a maçã em um comprimento contínuo, e quando a primeira tira de casca cair, ela formará a inicial da pessoa com quem você vai se casar. Corte uma maçã ao meio e conte as sementes - um número par significa que o casamento está chegando, um número ímpar indica que você permanecerá solteiro por um tempo.

Use os frutos da macieira na adivinhação ou faça um chá com as flores. Use o chá para lavar seu rosto e cabelo, para trazer amor à sua maneira. Em algumas tradições druidas, as flores de macieira são pressionadas para liberar óleos, e os óleos são usados ​​em misturas para trazer saúde e prosperidade. Uma planta de ervas do século XVII recomenda a mistura de extrato de flor de maçã com um pouco de água de rosas e um pouco de gordura de porco como uma cura para a pele áspera e seca.

Pomona era uma deusa romana dos pomares e está associada à abundância e generosidade. Para trazer fertilidade e abundância para a sua vida, pendure guirlandas de flores de maçã em volta da sua casa - particularmente sobre a sua cama, se você estiver tentando engravidar.

Outros nomes: Ramo de Prata, Árvore do Amor, Fruto dos Deuses
Gênero: feminino
Elemento: Água
Conexões de Deidade: Vênus, Afrodite, Diana, Apolo, Zeus

Bambu

Dana Menussi / Getty Images

O bambu é cultivado em muitas partes do mundo e, por ser rápido de se desenvolver e extremamente resistente, possui uma variedade de usos, do mundano ao mágico.

A planta de bambu vive muito tempo e continuará crescendo até ser colhida. Por causa disso, algumas tribos das ilhas do Pacífico o consideram um símbolo de longevidade e vida, e incluem o bambu em algumas histórias de criação. Em algumas partes das Filipinas, cruzamentos de bambu são colocados nos campos para trazer colheitas saudáveis ​​em tempo de colheita. Em partes da Índia, o bambu simboliza a amizade.

Em algumas religiões orientais, o bambu é o único material aceitável para certos objetos cerimoniais.

Vários poetas asiáticos escreveram homenagens a essa planta resistente. Em particular, algumas das primeiras poetas do Japão, como Cho Koran, cantaram seus elogios.

Flores murcham, mas um verde fresco aparece;
a mudança das estações faz com que as lágrimas manchem minhas roupas.
Eu me lembro de cerejas e brotos de bambu preparados em uma cozinha longe,
minhas irmãs e família não têm um membro. - Cho Koran

Véus de névoa clara
envolver a entrada curva
salgueiros chorões luxuriantemente verdes
romãs florescem vermelho.
Com persianas de bambu enroladas
por um tempo eu não faço nada
sentado e de frente para as montanhas -
a chuva de primavera. Cho-Cho Koran

Em muitas artes marciais orientais, o bambu é usado como ferramenta de treinamento. Armas feitas de bambu, como varas e espadas, como o shinai japonês. Também foi usado para formar lanças e arcos longos. Por causa disso, algumas tradições mágicas associam o bambu à força e ao caminho do guerreiro.

O bambu é fácil de cultivar - às vezes até o ponto de invasão - muitas pessoas hoje crescem e colhem para uso mágico.

Aqui estão alguns usos mágicos para o bambu que você pode experimentar:

  • Plante bambu em vasos ao redor de sua casa, para levar vida longa e boa saúde para aqueles que moram lá.
  • Em alguns rituais taoístas, o bambu é usado como uma varinha em cerimônias convocando entidades aquáticas.
  • Esvazie um pedaço de bambu, encha-o com componentes da marca e sele as extremidades com cera. Carregue com você ou coloque em sua casa, conforme necessário.
  • Na Enciclopédia de Ervas Mágicas, o autor Scott Cunningham recomenda o uso de bambu, esculpindo seu desejo em um talo e, em seguida, enterrando-o no chão em algum lugar isolado. Ele também sugere usá-lo para quebrar hexágonos, esmagando a madeira seca em pó e queimando.
  • Use um pedaço seco longo como um identificador para uma vassoura mágica e varra a energia ruim de sua casa.
  • No Japão, acredita-se que as paredes de bambu protegem os santuários xintoístas dos maus espíritos. Plante uma fileira deles no seu quintal, ou em vasos nas janelas, para manter as energias negativas fora.
  • Encontre maneiras de incorporar o bambu em ferramentas mágicas, como xícaras, varinhas e até plantadores para suas ervas.

Manjericão

Iniciativa WIN / Getty Images

O manjericão é conhecido em toda parte como uma erva culinária, mas também contém algumas propriedades mágicas interessantes. Nos países do Mediterrâneo, está espalhada no chão para purificar uma casa. Também pode dar sorte às pessoas que se mudam para uma nova residência - um presente de uma planta de manjericão em vaso garante boa sorte. O Herbal Moderno, de Maud Grieve, diz que o nome manjericão pode vir do grego basileus, um rei, porque "o cheiro é tão excelente que serve para a casa de um rei". Também se diz que as plantas de manjericão atraem escorpiões e, em algumas culturas, acreditava-se que o cheiro da planta faria com que um escorpião crescesse no cérebro.

Em alguns países, no entanto, o manjericão é considerado algo que os homens de verdade não comem - por quê? Porque está associado a chás usados ​​para aliviar períodos menstruais dolorosos.

Magicamente, o manjericão pode ser usado na magia do amor e na adivinhação do amor. ”Scott Cunningham diz em sua“ Enciclopédia das Ervas Mágicas ”que duas folhas de manjericão colocadas em um carvão vivo lhe darão um indicador sobre o estado de seu relacionamento: se eles queimarem rapidamente, o casamento será harmonioso, mas se eles crepitarem e chiarem, seu casamento será perturbador.

Basil também pode ser usado para garantir a fidelidade - ou detectar a falta dela. Se você suspeitar que seu amante foi sair, coloque uma licença de manjericão fresco em sua mão. Se as coisas murcharem imediatamente, as chances são boas de que elas estejam espalhando o amor por aí. Para manter sua esposa ou parceiro fiel, borrife manjericão em pó na cama enquanto eles dormem - especialmente ao redor do coração - e eles permanecerão fiéis a você.

Outros nomes: Wort de São José, Witches Herb, American Dittany
Gênero: Masculino
Elemento: fogo
Conexão da Deidade: Marte, Krishna, Vishnu, Ares

Se você decidir plantar um pouco de manjericão, não se preocupe - é muito fácil crescer. No entanto, é sensível ao frio, por isso certifique-se de esperar até depois da última geada e colher todas as suas plantas antes que o tempo frio retorne.

Belladonna (Nightshade)

Há uma lenda alemã que diz que o pretinha pertence ao próprio Diabo e que ele cuida disso o ano todo. Imagem Bob Gibbons / Photodisc / Getty Images

Nightshade, também conhecida como Belladonna, é uma planta encontrada em grande parte da Europa central, e tem sido cultivada na América do Norte e Inglaterra, embora esteja se tornando cada vez mais difícil de encontrar nas Ilhas Britânicas. A planta em si, às vezes chamada de Nightshade Mortal, tem uma raiz espessa e carnuda, folhas verdes escuras e bagas pretas brilhantes que lembram cerejas.

Nightshade contém naturalmente um alcalóide (atropina) que pode ser tóxico mesmo em pequenas doses. Curiosamente, a raiz é a mais venenosa de todas as partes da planta. Houve inúmeros relatos ao longo dos anos de crianças comendo as bagas de aparência saborosa e experimentando envenenamento Belladonna, que pode ser fatal.

Há uma lenda alemã de que a planta pertence ao próprio Diabo, e que ele cuida disso durante todo o ano - exceto na Walpurgisnacht, quando ele está se preparando para o sabá das bruxas. A planta também aparece na história escocesa - diz-se que os soldados de MacBeth conseguiram envenenar um exército inteiro de dinamarqueses misturando Belladonna em licor que foi oferecido durante uma trégua. Uma vez que os dinamarqueses caíram em um sono profundo, eles foram assassinados por tropas escocesas.

A atropina pode ser extraída da planta Nightshade e é frequentemente usada em ambientes médicos. Foi incluído em tratamentos de doenças oculares e é um sedativo natural e narcótico. A partir de uma perspectiva mágica, acredita-se que a beladona foi usada como um dos ingredientes da pomada “passante” usada por bruxas do passado. Também está associado a alucinações e exploração psíquica. Por causa das propriedades perigosas desta planta, geralmente é recomendado que os praticantes modernos evitem seu uso.

Tenha em mente que a planta Belladonna, embora apelidada de Nightshade, não deve ser confundida com outras plantas que são membros da família da nightshade. As plantas da família do nightshade produzem algum tipo de toxina que impede que os bichos e insetos do jardim as comam, e normalmente não são prejudiciais aos seres humanos. Tabaco, batata, pimentão verde, tomate e beringela fazem parte da família das plantas de nightshade e não devem ser confundidos com Belladonna.

Buckeye

Buckeyes estão associados a abundância financeira e mágica do dinheiro. Imagem por larigan - Patricia Hamilton / Momento Aberto / Getty Images

O Buckeye, or aesculus glabra, é encontrado em muitas áreas do Meio-Oeste, incluindo Ohio, que é apelidado de Buckeye State. Embora essa noz de casca dura seja muito tóxica para consumo humano, os esquilos parecem achar um delicioso deleite para o início do outono. As nozes geralmente começam a cair em torno de meados a agosto, e geralmente caem completamente dentro de três a quatro semanas.

O Buckeye tem sido associado há anos com dinheiro e prosperidade, especialmente quando se trata de jogos de azar. Para ter sucesso nas mesas de jogo, ou para trazer dinheiro do seu jeito, leve um Buckeye no seu bolso. Esfregue-o por sorte antes de jogar os dados. Autor Scott Cunningham recomendou embrulhar um deles em uma nota de um dólar e, em seguida, carregá-lo em um saquinho, em sua Enciclopédia de Ervas Mágicas .

Se você é capaz de reunir Buckeyes, você pode secá-los para uso futuro, colocando-os em uma assadeira no forno em fogo baixo (cerca de 200 graus) por cerca de uma hora. Se você não secá-las, elas eventualmente se moldarão, portanto, certifique-se de secá-las se estiver planejando armazenar a longo prazo.

Não há árvores Buckeye perto de você? Não se preocupe! Faça um lote de comestíveis com manteiga de amendoim e chocolate, com esta receita básica de Ohio! Candy Buckeyes. Ao misturar os ingredientes, concentre sua intenção na abundância, para poder compartilhá-los com seus amigos e familiares.

Catnip

Quando pendurado na sua porta, um pacote de catnip atrai boa sorte. Quando plantada em seu jardim, atrai vaquinhas. Imagem da Education Images / Grupo UIG Universal Images / Getty Images

A erva-do-nata tem um aroma bastante parecido, semelhante em cheiro a ambos, "Pennyroyal" e "Hortelã". Por causa de seu cheiro poderoso e incomum, o catnip tem um estranho fascínio pelos gatos, que o roerão até os cotovelos (e rolarão em cima dele) em qualquer oportunidade. De acordo com Maud Grieve's A Modern Herbal, há um ditado sobre catnip:

Se você definir, os gatos vão comê-lo,
Se você semear, os gatos não sabem disso.

Além de ser um deleite total para seus amigos peludos, o catnip também tem muitos benefícios médicos. É uma erva bastante suave, e nas montanhas de Ozark, há uma tradição de dar a bebês com cólica um leve chá catnip para acalmá-los. Curiosamente, Michel Laguerre diz em "Folclore Afro-caribenho " que há um uso semelhante no Haiti, onde o catnip é dado a crianças para purificar o sangue.

Se você der ao seu felino um pouco de erva-de-gato, algumas pessoas acreditam que ele ajudará a fortalecer o vínculo psíquico entre você, além de deixar seu gato tão alto quanto uma pipa. Embora normalmente usado em trabalhos relacionados a animais de estimação, o catnip é também uma erva do amor e pode ser incluído em saquetas ou incenso. Em algumas tradições mágicas, é um substituto aceitável para o trabalho envolvendo membros da família das mentas.

Outros nomes: Catmint, Cat Wort, Nepeta
Gênero: feminino
Elemento: Água
Conexão de Deidade: Bast, Sekhmet

Camomila

Imagem por Westend61 / Getty Images

Os dois tipos mais comumente vistos de camomila, ou camomila, são as variedades romana e alemã. Embora suas características variem um pouco, elas são semelhantes em usos e propriedades mágicas. O uso de camomila foi documentado desde o antigo Egito, mas foi durante o auge do jardim inglês que ele realmente se tornou popular. Jardineiros do campo e artesãos selvagens sabiam o valor da camomila.

Em De volta ao Éden, Jethro Kloss recomenda que todos "coloquem um saco de flores de camomila, pois elas são boas para muitas doenças". Esta erva para todos os fins tem sido usada para tratar tudo, desde perda de apetite a períodos irregulares, até bronquite e vermes. Em alguns países, é misturado em um cataplasma e aplicado em feridas abertas para evitar a gangrena.

A camomila é conhecida como uma erva de purificação e proteção, e pode ser usada em incensos para o sono e meditação. Polvilhe-o em sua casa para evitar ataques psíquicos ou mágicos. Se você é um jogador, lave as mãos em chá de camomila para garantir boa sorte nas mesas de jogo. Em uma série de tradições de magia popular, particularmente as do sul americano, a camomila é conhecida como uma flor da sorte - faça uma guirlanda para usar em volta do cabelo para atrair um amante, ou leve algo em seu bolso para uma boa sorte geral.

Outros nomes: Maçã moída, planta Whig, Maythen, camomila romana
Gênero: Masculino
Elemento: Água
Conexão com a Deidade: Cernunnos, Ra, Helios

Trevo

Trevo é muitas vezes visto como um sinal de boa sorte. Imagem por PLASTICBOYSTUDIO / Moment / Getty Images

Existem vários tipos diferentes de trevos, mas os mais conhecidos são as variedades vermelha e branca. Normalmente, eles têm três folhas, mas de vez em quando há uma linhagem que produz quatro ou até cinco folhas.

Normalmente, quando as pessoas usam a palavra 'estrondo', estão pensando em uma variedade de três folhas de trevo branco. Curiosidade: a palavra “ trevo” vem do sêmen gaélico irlandês, que significa “trevo pequeno”. Na Irlanda, o trevo de três folhas tornou-se um símbolo nacional e representa a Santíssima Trindade. Catolicismo.

Na medicina popular européia, o trevo é usado há séculos como diurético. O chá de trevo é muitas vezes preparado para pacientes que têm problemas com órgãos digestivos - constipação, problemas no fígado e falta de apetite - todos foram tratados com trevo. Em alguns países, as flores são mashed para produzir uma pasta xaroposa, que é então aplicada a doenças da pele como feridas abertas ou pé de atleta. Normalmente, as flores da planta trevo branco foram usadas como um limpador de sistema completo.

O trevo é comestível também. Tente adicionar algumas folhas, caules ou flores na próxima vez que fizer uma salada verde! Algumas cepas de trevo têm um gosto de limão para suas folhas. Trevo vermelho em particular é bom para você - é conhecido por ser cheio de cálcio, potássio e outros nutrientes vitais.

Em muitas sociedades agrícolas, o crescimento pesado de trevo era visto como um sinal de terra fértil - no entanto, isso pode ser porque o trevo é um lanche favorito de vacas e ovelhas, que então deixam fezes, criando solo saudável e forte.

Magicamente falando, o trevo é normalmente visto como um símbolo de sorte e boa sorte. Em alguns países escandinavos, também é usado para afastar os maus espíritos e ajudar um vidente a desenvolver suas habilidades psíquicas. Pendure um embrulho na sua porta para afastar as entidades negativas ou plantá-las no seu quintal da frente, em torno da borda da sua propriedade.

Leve alguns trevos secos à sua carteira para ganhar dinheiro, ou guarde-os no bolso quando estiver numa mesa de jogo. Por causa de suas propriedades de limpeza, você pode secar algum trevo e queimá-lo como se fosse sálvia ou sweetgrass, como parte de um ritual de borrões ou purificação.

Incenso

O incenso tem sido usado por milhares de anos. Crédito da foto: Danita Delimont / Gallo Images / Getty Images

O incenso é uma das mais antigas resinas mágicas documentadas - é comercializado no norte da África e em partes do mundo árabe há quase cinco mil anos. Esta resina, colhida da família das árvores, aparece na história do nascimento de Jesus. A Bíblia fala dos três homens sábios, que chegaram à manjedoura e, abrindo seus tesouros, ofereceram presentes, ouro, incenso e mirra. (Mateus 2:11)

Incenso é mencionado várias vezes no Antigo Testamento, bem como no Talmud. Os rabinos judeus usavam o incenso consagrado no ritual, particularmente na cerimônia de Ketoret, que era um ritual sagrado no Templo de Jerusalém. O nome alternativo para o incenso é olibanum, do árabe al-lub n . Mais tarde introduzido na Europa pelos cruzados, o incenso tornou-se um elemento básico de muitas cerimônias cristãs, particularmente nas igrejas católicas e ortodoxas.

Em 2008, os pesquisadores completaram um estudo sobre o impacto do incenso na depressão e ansiedade. Farmacologistas da Universidade Hebraica de Jerusalém disseram que as evidências indicam que o aroma do incenso pode ajudar a regular as emoções, como ansiedade e depressão. Pesquisas mostram que ratos de laboratório expostos ao incenso estavam mais dispostos a gastar tempo em áreas abertas, onde eles normalmente se sentem mais vulneráveis. Os cientistas dizem que isso indica uma queda nos níveis de ansiedade.

Também como parte do estudo, quando os ratos nadavam em um béquer que não tinha saída, eles "remavam mais antes de desistir e flutuar", o que os cientistas relacionam com compostos antidepressivos.

O pesquisador Arieh Moussaieff disse que o uso de incenso, ou pelo menos seu gênero Boswellia, é documentado até o Talmude, no qual prisioneiros condenados recebiam incenso em uma taça de vinho para "entorpecer os sentidos" antes para execução.

Os praticantes ayurvédicos também usaram o incenso por muito tempo. Eles o chamam pelo seu nome sânscrito, dop, e o incorporam em cerimônias gerais de cura e purificação.

Nas tradições mágicas modernas, o incenso é frequentemente usado como purificador - queimar a resina para limpar um espaço sagrado ou usar os óleos essenciais para ungir uma área que precisa ser purificada. Porque acredita-se que as energias vibracionais do incenso são particularmente poderosas, muitas pessoas misturam olíbano com outras ervas para lhes dar um impulso mágico. Muitas pessoas acham que faz um incenso perfeito para usar durante meditação, energia ou exercícios de chakras, como abrir o terceiro olho.

Em alguns sistemas de crenças, o incenso está associado à boa sorte nos negócios - carregar alguns pedaços de resina no bolso quando você vai a uma reunião de negócios ou entrevista.

* Uma nota de advertência sobre o uso de óleos essenciais: óleos de incenso às vezes podem causar uma reação em pessoas com pele sensível e devem ser usados ​​apenas com moderação, ou diluídos com óleo base antes de usar.

Confrei

Neil Fletcher / Getty Images

Confrei é uma erva versátil que você pode cultivar facilmente em seu jardim ou em um recipiente e, em seguida, colher e secar para uso ritual. Ela crescerá praticamente em qualquer lugar (embora pareça parcial a manchas sombreadas) e tenha sido usada na medicina por muito tempo. Confrei também tem uma rica história folclórica.

O uso de folhas de confrei como um cataplasma para lesões e inflamação se tornou popular durante a Idade Média.

Poderia até ser aplicado em feridas abertas, como úlceras e lacerações, depois de serem socadas e aquecidas. Os médicos usaram uma infusão de chá de confrei como uma bebida para seus pacientes que sofriam de doenças pulmonares, incluindo a coqueluche.

O Herbalista Nicolas Culpeper ofereceu a seguinte descrição dos muitos usos do confrei: Um xarope feito é muito eficaz em feridas internas, e a água destilada para o mesmo propósito também, e para feridas externas ou feridas nas partes carnudas ou vigorosas do corpo, e diminuir os ataques de agues e aliviar a nitidez dos humores. Uma decocção das folhas é boa para esses propósitos, mas não tão eficaz quanto as raízes que são aplicadas externamente curam feridas frescas ou cortes imediatamente, sendo machucadas e colocadas nela; e é especialmente bom para rupturas e ossos quebrados

Confrei tem vários propósitos em magia popular. Associado a viajantes - talvez por causa de seu uso no tratamento de lesões e ossos quebrados - acredita-se que manter um pouco de confrei em sua pessoa irá mantê-lo seguro em suas jornadas.

Da mesma forma, colocar algumas folhas em sua bagagem evitará que ela seja perdida ou adulterada.

Em algumas tradições mágicas, o confrei é associado com a cura e a limpeza - você pode usá-lo em mágica associada à cura, folhas soltas para borrar, ou até mesmo adicioná-lo a um banho purificador antes do ritual. O confrei também está ligado à adivinhação e à profecia, talvez por estar associado a ―Hecate, uma deusa da feitiçaria. Você pode adicionar confrei a um fogo ritual para uso com adivinhação e escrutínio - se você não gosta do cheiro quando ele queima, equilibre-o com um pouco de sabedoria, “remorso” ou “amargura”.

Finalmente, você pode usar confrei para um sono reparador e sonhos relaxantes. Coloque um pouco em um sachê e coloque-o sob o travesseiro na hora de dormir, ou mantenha um pote de confrei ao vivo na sua mesa de cabeceira para que você possa apreciar o cheiro enquanto dorme todas as noites. *

* Dica de segurança: O confrei pode ser tóxico para gatos, mas, por ser tão perfumado, adora roer. Se você tem animais de estimação, mantenha o confrei fora de seu alcance.

Hissopo

O hissopo era sagrado para os antigos, em parte por suas propriedades de purificação. Imagem de Steve Gorton / Dorling Kindersley / Getty Images

Hissopo é de origem grega, e de acordo com Dioscorides, foi usado nos templos para limpar os espaços sagrados. Rabinos judeus usaram mais de dois mil anos atrás para limpar os templos sagrados de Jerusalém. Os israelitas também usavam hissopo para irrigação, e de fato passagens são anotadas em textos religiosos judaicos que explicam que variedade de hissopo os judeus deveriam usar. Na época em que o cristianismo começou, o hissopo foi usado na limpeza ritual dos leprosos. Aparece na Bíblia, quando Davi disse: "Purifica-me com hissopo e ficarei limpo".

Na Europa da era da Renascença, o hissopo era normalmente usado como purificador de ar da mesma maneira que o potpourri de hoje. Era comum espalhar folhas de hissopo e flores ao redor da casa, particularmente em enfermarias, para esconder odores desagradáveis ​​- afinal, banhos diários eram pouco populares. Eventualmente, quando o banho se tornou mais comum, hissopo ainda era usado em enfermarias por causa de suas propriedades curativas. Convenientemente, também matou piolhos do corpo, que eram excessivos na época.

Pendurado em casa, hissopo pode livrar uma casa de negatividade. Adicione em uma saqueta ou água para infundir ou polvilhar as pessoas que precisam de purificação. Também é bom para uso em autodefesa mágica - carregue um pouco em seu bolso ou espalhe-o pelo perímetro de sua propriedade para adicionar uma camada de proteção mágica.

Outros nomes: Yssop
Gênero: Masculino
Elemento: fogo
Conexão de Deidade: Qualquer deidade invocada para proteção ou purificação

Existem vários tipos de hissopo, mas a maioria deles tem origem no Oriente Médio e na Europa, e assim crescerá em muitos tipos diferentes de solo. Na verdade, é uma planta bem fácil de cultivar e perfeita para quem tem menos do que um polegar verde. Plante hissopo em vasos do lado de fora de suas portas e evite que a energia negativa entre na casa.

Lavanda

SVGiles / Getty Images

O uso de lavanda foi documentado por milhares de anos. Plínio, o Velho, diz que sua flor, chamada Asarum, foi vendida por cem denários romanos. Os gregos chamavam Nardus, depois de uma cidade na Síria, às margens do Eufrates. Era usado pelos antigos para perfumar a água do banho e para espalhar no chão de templos e casas. Foi cultivado na Inglaterra pela primeira vez por volta de 1560 e é mencionado nos escritos de William Shakespeare.

Medicinalmente, a lavanda tem muitos usos. O renomado fitoterapeuta Nicolas Culpeper recomenda "uma decocção feita com as flores de lavanda, Horehound, raiz de funcho e espargos e um pouco de canela" para ajudar na epilepsia e em outras doenças do cérebro. Tintura de lavanda foi oficialmente reconhecida como um tratamento na Farmacopéia Britânica por dois séculos. Judith Benn Hurley escreve em The Good Herb que, durante o século XVI, os herbanários ingleses usavam lavanda enfiada num gorro para curar dores de cabeça e defendiam o uso de seus óleos como método para manter as feridas limpas e evitar a infecção.

Magicamente falando, a lavanda é frequentemente associada a feitiços de amor, bem como ao trabalho para trazer tranquilidade e paz. Para trazer amor à sua maneira, carregue flores de lavanda em um saquinho em sua pessoa, ou pendure talos em sua casa. Para ter uma boa noite de sono, com sonhos calmantes, coloque um travesseiro com raminhos de lavanda. Também pode ser usado em um banho de purificação ou ritual de manchas.

Outros nomes: Nardus, folha de elfo
Gênero: Masculino
Elemento: Ar
Conexão Planetária: Mercúrio

Mandrágora

O mandrake americano, ou mayapple, pode ser encontrado crescendo em muitos pisos florestais. Imagem de SJ Krasemann / Photolibrary / Getty Images

O Mandrake americano, também conhecido como porco de porco e pato, é uma daquelas plantas com uma longa e colorida história herbácea nas Américas. Historicamente, tem sido usado como remédio em tratamentos para distúrbios relacionados ao fígado e intestinos, bem como uma catarse. É importante notar que existem dois tipos diferentes de mandrágora; As mandrágoras americanas e européias são duas plantas similares, mas não relacionadas ao botânico.

O porta-enxerto é tipicamente a parte da planta que é usada na medicina, e pode ser fatal se tomada em dosagens excessivas. As mulheres grávidas nunca devem ingerir mandrágora, pois isso pode levar a possíveis defeitos congênitos no feto. Suas propriedades narcóticas tornaram-no um veneno prontamente disponível para muitas sociedades antigas. De acordo com John Lust em The Herb Book, as tribos “Americanas Nativas” às vezes usavam a raiz de mandrake para cometer suicídio.

A mandrágora européia é nativa da região do Mediterrâneo, e Plínio, o Velho, nos diz que sua raiz era usada pelos cirurgiões antigos como anestésico e como um impulsionador da fertilidade. Hoje, às vezes, é encontrada em medicamentos alternativos como um remédio para asma e tosse. Como a mandrágora americana, a raiz pode ser venenosa. No século XVI, o mandrágora já havia chegado aos jardins medicinais ingleses.

Quando se trata de folclore, mandrake fica bem interessante. Várias ervas medievais, como o Herbário de Apuleio, usam o uso da raiz de mandrágora como uma cura para a possessão demoníaca. Também é recomendado como preventivo contra feitiçaria. Certamente, essa idéia pode ser em parte devido à noção de que, algumas centenas de anos atrás, a doença às vezes era vista como evidência de influência demoníaca - use a mandrágora, livre-se do demônio, a doença desaparece.

Mandrake tornou-se um ingrediente popular na magia, porque as raízes tendem a ter uma semelhança com a figura humana - um dos primeiros exemplos da magia do boneco em ação. Maud Grieve afirma em The Modern Herbal que as raízes mandrágoras eram frequentemente usadas para representar uma figura masculina com barba, ou uma fêmea com uma cabeça de cabelo desgrenhado e selvagem.

Ela prossegue dizendo que a planta teria sido cultivada sob a forca de um carrasco, e acreditava-se que era a morte para desenterrar a raiz, que, segundo se dizia, emitia um grito e terríveis gemidos ao ser cavado. para cima, que ninguém pode ouvir e viver. Os fãs dos livros de Harry Potter de JK Rowling reconhecerão o mandrake como as plantas estridentes nas estufas de Madame Sprout.

Use mandrake em sua casa para afastar a energia negativa. Considere plantá-lo em torno do perímetro de sua propriedade como uma barreira, ou coloque alguns sob sua porta para proteção e fertilidade. Some.hoodoo traditions recomendam embrulhar uma raiz inteira de mandrake em uma nota de um dólar e carregá-la em seu bolso por fortuna financeira.

Artemísia

Ron Evans / Getty Images

A artemísia é uma erva que é encontrada regularmente em muitas práticas mágicas pagãs modernas. De seu uso como um incenso, para borrar ou em spellwork, o mugwort é uma erva altamente versátil - e fácil de crescer -.

Parte da família da artemísia, a artemísia, foi usada na Grã-Bretanha anglo-saxônica para curar pessoas que haviam sido vítimas de shot, , o que parece ser um termo genérico usado para se aplicar a pessoas que tinha ficado doente, sua doença sendo culpada pelas flechas invisíveis dos Fae.

Bald s Leechbook, um herbário de todo o século IX, refere-se ao uso de artemísia para expulsar a possessão demoníaca. O autor também recomenda o aquecimento de uma pedra grande na lareira, em seguida, polvilhando-a com artemísia e adicionando água para criar um vapor para o paciente inalar.

Em algumas tradições mágicas, a artemísia é associada à adivinhação e ao sonho. Se alguém tem sonhos hiperativos, eles podem ser equilibrados com um banho ritual feito de artemísia e entregues antes da hora de dormir. Para trazer profecia e sucesso divinatório, faça um incenso de artemísia para queimar no seu local de trabalho, ou use-o em varas de borrões ao redor da área em que você está realizando rituais de adivinhação.

A artemísia é frequentemente associada ao sistema reprodutor feminino, talvez por causa de suas associações com a lua, e pode ser usada para provocar a menstruação atrasada.

NOTA: Recomenda-se que as mulheres grávidas não tomem artemísia internamente, porque isso pode levar ao aborto espontâneo em potencial.

As tribos nativas americanas usavam folhas de artemísia para esfregar em seu corpo como proteção contra fantasmas.

As folhas também podem ser usadas como colar.

Outros usos mágicos:

  • Use banhos de artemísia ou incenso em rituais com foco no tratamento da depressão.
  • Faça um punhado de varetas de manchas usando uma artemísia seca, para usar em ambientes rituais que trazem profecias ou necessidades divinatórias.
  • Coloque a artemísia sob o travesseiro para evitar ataques astrais ou para afastar ataques psíquicos daqueles que o prejudicariam.
  • Planta de artemísia em seu jardim para atrair os Fae.
  • Queime a artemísia como parte de uma mistura de incenso celebrando Litha.
  • Make protection oil para sua casa e propriedade com artemísia.
  • Crie uma vassoura magmática ou assemelhe-se à artemísia, e use-a para varrer as energias negativas de sua casa.

Orégano

Use orégano na cozinha mágica e para proteção do lar e lar. Imagem por Patti Wigington 2010

Orégano é mais conhecido por seus usos culinários, por isso tornou-se um dos favoritos dos horticultores. No entanto, como todas as ervas, também tem propriedades mágicas, então por que não tirar proveito delas em seu funcionamento? Incorporar orégano em sua cozinha e sua magia ao mesmo tempo, para um pouco de bruxaria cozinha.

A palavra "orégano" na verdade se refere a um gênero de planta que inclui várias variedades diferentes. A palavra se origina na Grécia, onde orós and ganos se combinam com "felicidade da montanha". Gregos rurais coroaram casais recém-casados ​​com ramos de orégano para desejar-lhes alegria em seu casamento. Mais tarde, eles aprenderam que a planta tem muito uso medicinal - cataplasmas de orégano foram aplicados a picadas de insetos e dores nas articulações.

Em algumas tradições de magia, particularmente aquelas originárias da Itália e das áreas do Mediterrâneo, o orégano é usado para proteção. Praticantes de “algumas formas de Stregheria” usam um chá de orégano e o usam para lavar as paredes externas das casas, formando uma barreira protetora contra a energia negativa.

Plante orégano na frente de sua casa para evitar magia negativa ou coloque alguns pedaços em sua porta para proteção. Mantenha alguns potes no balcão da sua cozinha ou no seu quarto para garantir a felicidade de todos aqueles que moram em sua casa.

Osage Orange (Hedge Apple)

Use maçãs, ou laranjas Osage, para criar uma borda mágica em torno de seu espaço pessoal. Foto cedida por: Patti Wigington 2013

A laranja Osage, também conhecida como maçãs do mato (e em algumas áreas, “bolas de macaco”), é uma árvore que cresce na América do Norte, e recebe esse nome das tribos americanas da OsageNative. usava a madeira dura para fazer arcos para caçar. O oriente em si não é uma verdadeira laranja (ou uma maçã), mas uma fruta grande e pegajosa que é completamente não comestível para ninguém, a não ser a população de esquilos locais. Quando as bolas - geralmente cerca de quatro a cinco polegadas de diâmetro - caem no chão, pode criar uma grande bagunça, então geralmente é recomendado que se você plantar uma laranja Osage, a menos que você queira frutas, você deve plantar o macho infrutífero árvores.

Dito isso, muitos deles crescem na natureza, e eles se tornaram bastante populares no planejamento urbano como uma forma de criar copas de árvores e espaços verdes em áreas que sofrem com a poluição do ar ou a baixa qualidade do solo. Não é incomum andar em um parque da cidade e encontrar laranjas Osage caindo no chão.

Então, o que você pode fazer com uma fruta que não é realmente uma fruta, e não pode ser comida, exceto por roedores florestais? Bem, tem algumas possibilidades, embora não seja uma planta particularmente útil para a maioria das pessoas.

A seiva da laranja Osage pode ser usada para criar um corante amarelo, que vem a calhar se você gosta de tingir seus próprios tecidos.

Osage orange is a natural exterminator - placing them near your doorways or behind furniture will keep spiders and other crawling invaders out of your home. A fresh hedge apple will keep for about two to three months, but once it s lost its greenish color, throw it away.

Early settlers planted Osage orange trees and formed them into hedges - this was the original barbed wire fencing, because the thorns of the male plants kept livestock from wandering past the borders of the farm or field.

On a magical level, let s take a look at the above - if the Osage orange contains a chemical that keeps unwanted critters out, and has been used as a barrier in the past by early American settlers, how can we translate that into a magical use?

Why not collect hedge apples from a local tree, and place them strategically around your property? As you do, focus on keeping unwanted guests - both animal and human - out of your life. You can also place them in bowls and baskets around the house - this will not only act as a spider and insect repellent, but you can assign your hedge apples the task of repelling anyone who might cause you harm or nuisance.

Plant Osage orange seedlings in a line around the perimeter of your yard. As they begin to grow, bend and shape them into a hedge. Create not only a physical but a metaphysical barrier, so that the things you want to keep in stay in, and the things you don t want, will stay outside.

If you happen to find a fallen branch of the Osage orange, consider crafting it into a wand or staff. The wood of this tree is extremely hardy and strong, and was used by Native Americans to craft hunting bows. Any wand or staff made from it is bound to last you a good long time, and can be used in spells associated with endurance, strength and longevity.

Patchouli

Patchouli is found in many different incense blends, and both the leaves, stems, and essential oils may be used. Imagem de Patti Wigington 2014

Patchouli é uma erva popular encontrada em muitos rituais pagãos modernos. Seu perfume exótico traz à mente lugares mágicos distantes e é freqüentemente usado em misturas de incenso, potpourri e trabalhos rituais. As a member of the mint family, the most commonly used portions of the plant are the dried leaves and the essential oils, but some practitioners use the stems as well. When grown, the bush will reach about three feet tall, and it s covered in pretty purplish-white flowers. Patchouli oil is very strong, and has a deep, musky scent. It is associated with the element of earth.

Associado ao amor, à riqueza e ao poder sexual, o patchouli pode ser usado em uma variedade de trabalhos mágicos. To make someone feel an attraction to you, wear patchouli oil the scent is well-known as an aphrodisiac. If you don t wish to wear the oil on your skin and it sa very strong oil, so you should always dilute it before applying it to the skin then use the leaves instead. Coloque as folhas de patchouli em uma saqueta e leve-a no bolso ou use-a em volta do pescoço.

In some traditions of hoodoo and folk magic, a dollar sign is inscribed on a piece of paper using patchouli oil. O papel é então transportado em sua carteira, e isso deve atrair dinheiro para você.

There are some traditions of modern magic in which patchouli is valued for its repelling power. Anoint your doors or windows with either patchouli oil, or the scattered leaves, and use it to keep negative influences at bay or for magical self-defense.

Use the essential oil in blends that bring about love, protection, or other associated properties.

  • Blessing Oil
  • Money Oil
  • Protection Oil

Patchouli is also great to use in incense blends. Combine the dried leaves with other herbs, and use it with a charcoal disc in your incense burner.

  • Incenso Espiritual Samhain
  • Summer of Love Incense
  • Beltane Fire Incense

Poejo

Valter Jacinto / Getty Images

Pennyroyal é bem conhecido como uma erva mágica. Em algumas tradições, é associado a dinheiro, enquanto em outras, Pennyroyal está ligado à força e proteção. In Hoodoo and some forms of American folk magic, Pennyroyal is carried to ward off the "evil eye." Cat Yronwoode of Luckymojo.com says that it can be used to break a hex or curse.

Associated with the planet Mars, Pennyroyal was used by sailors in the Elizabethan era to ward off seasickness. It's also believed to effective in warding off fleas and mosquitoes.

Sir James George Frazer wrote in The Golden Bough that in Morocco, Pennyroyal and other aromatic herbs were burned in large quantities at midsummer. He says that people leap across the smoke, "driving it towards the orchards and crops, " as a method of protecting the year's harvest from damage. The smoke contains a "magical quality which removes misfortune from men, animals, fruit trees, and crops."

Para alguma magia de proteção, faça um saquinho recheado com Pennyroyal e coloque-o na sua bolsa.

In a few traditions, Pennyroyal is associated with money magic. Se você possui um negócio, coloque um raminho sobre a porta para atrair clientes e prosperidade. Try making a bar of Money Soap to wash your hands with, or use Pennyroyal to brew up some Prosperity Oil.

Note: Pennyroyal can be toxic to pregnant women, and should not be used in any form if you are pregnant. As with all herbs, please check with your physician before ingesting or using them.

Peppermint

David Q. Cavagnaro / Getty Images

Peppermint is a prolific plant, often spreading beyond its intended borders. In Pliny's writings, he mentions that the Greeks and Romans decorated their feasting tables with sprigs of peppermint, and in fact flavored many of their foods with it. Dioscorides, the Greek physician, notes that it had medicinal properties, when its oil was extracted and used to treat spasms and disorders of the digestive system. Peppermint may have been cultivated by the ancient Egyptians as well. It appears in the Icelandic Pharmacopoeias around 1240 CE, and eventually was accepted for use in western Europe around the mid-1700s.

During the Middle Ages, monks -- who were known for their herbal wisdom -- used peppermint leaves to polish their teeth. Around the same time, cheesemakers figured out that mint leaves sprinkled around cheese piles would keep the rats out of the storeroom.

Peppermint is a natural stimulant, and in Back to Eden, Jethro Kloss says it should be in every garden. He says Peppermint is "an excellent remedy for chills, colic, fevers, dysentery, cholera heart trouble, palpitation of the heart, influenza, la grippe and hysteria." It also works nicely as a toning astringent, and peppermint applied to the skin provides a nice refreshing feeling (try a peppermint foot bath at the end of a long day at work!).

Peppermint, like other members of the mint family, is found often in Mediterranean and Middle Eastern cooking. Use it to season lamb, curry, couscous, or your favorite vegetables.

Magically speaking, peppermint is often used in healing and purification workings. It can be burned or rubbed against objects to clear them of negative energies, or consumed as an elixir or tea to bring about healing. Pliny also noted that peppermint "excites the emotion of love"; add it to love workings to bring passion your way.

Other Names: Lammint, Brandy mint
Gender: Masculine
Element: Fire
Planetary Connection: Mercury

You can make a tasty peppermint tea in the same way people make sun tea: Gather up about two cups of fresh peppermint leaves, and place them in a gallon of water. Allow the tea to steep outside in the sun until fully blended. Add a bit of stevia to sweeten it for drinking, or use the mint tea as a refreshing cleanser in the bath.

Purslane

Maximilian Stock Ltd. / Getty Images

Purslane is one of those quirky plants that appears everywhere, from sidewalks to gardens to out in the woods. It's fairly easy to spot, with its thick red stems and flat, paddle-shaped leaves.

Associated with protection, and even occasionally with sleep, Purslane has been used as both food and medicine since the time of the ancient Egyptians. Herbalist Nicholas Culpeper recommended it as a treatment for everything from gonorrhea to vomiting to gunpowder burns. It has been used in many parts of the world as an anti-bacterial agent, as well as to remove fever and other infectious symptoms.

In A Modern Herbal, Maud Grieve says Purslane was an anti-magic herb, and could be strewn around a bed for protection. It's also known as a way to protect against nightmares and psychic attack during sleep. In parts of Africa, Purslane is used for purification during and after ritual ceremonies. Interestingly, there's a Yoruba folktale in which all of the plants in the forest refused to pay off their gambling debts -- except for Purslane, which paid the money it owed. Hence, it is now associated in some cases with recovering owed money.

Carry Purslane in your pocket to protect yourself from magical attacks, or to keep yourself safe from physical harm -- in the Middle Ages, soldiers sometimes tucked a sprig of Purslane into their armor to keep themselves safe during military action. Plant Purslane around your home -- particularly near your front door -- to instill protective properties to those who live within. Strew it around your bed for restful sleep, free of nightmares.

Alecrim

O alecrim é associado à lembrança. Judith Haeusler/Cultura/Getty Images

Rosemary era bem conhecido pelos praticantes antigos. It was an herb known for strengthening the memory and helping the brain. Eventually, it also became associated with the fidelity of lovers, and was presented to wedding guests as a gift. In 1607, Roger Hacket said, "Speaking of the powers of rosemary, it overtoppeth all the flowers in the garden, boasting man's rule. It helpeth the brain, strengtheneth the memorie, and is very medicinable for the head. Another property of the rosemary is, it affects the heart."

Rosemary was often cultivated in kitchen gardens, and was said to represent the dominance of the lady of the house. One would assume that more than one "master" sabotaged his wife's garden to assert his own authority! This woody plant was also known to provide delicious flavoring for game and poultry. Later, it was used in wine and cordials, and even as a Christmas decoration.

Roman priests used rosemary as incense in religious ceremonies, and many cultures considered it a herb to use as protection from evil spirits and witches. Na Inglaterra, ele foi queimado nas casas daqueles que morreram de doença e colocados em caixões antes que a sepultura estivesse cheia de sujeira.

Para uso mágico, queime alecrim para livrar uma casa de energia negativa, ou como um incenso enquanto você o edita. Pendure os pacotes na sua porta da frente para impedir que pessoas prejudiciais, como os ladrões, entrem. Recheie um boneco de cura com alecrim seco para tirar proveito de suas propriedades medicinais, ou misture com bagas de zimbro e queime em uma enfermaria para promover uma recuperação saudável. Em spellwork, alecrim pode ser usado como um substituto para outras ervas, como o incenso.
Other Names: Compass weed, Polar plant
Gender: Masculine
Element: Fire
Planetary Connection: The sun

Sábio

Image by zenaphoto/E+/Getty Images

O sábio foi queimado por muito tempo para purificar e limpar um espaço. Os antigos queimaram galhos secos de sálvia nos templos e durante os rituais religiosos. Os gregos e romanos escreveram que a fumaça transmitia sabedoria e acuidade mental. In the tenth century, Arab physicians said that sage brought about immortality, or at the very least, a long and healthy life. In England, seventeenth-century servants of the royal family scattered a blend of sage and lavender on the floors at court to help disguise the aroma of day to day life.

Medicinally, Dioscorides says a decoction made from sage leaves and branches helps with urination and hair regrowth. He adds that it can help prevent ulcers and sores from festering, as well. In the essential herbal Back to Eden, Jethro Kloss tells us that sage is "one of the best remedies for stomach troubles, dyspepsia, gas in the stomach and bowels... will expel worms in adults and children. Will stop bleeding of wounds, very cleansing to old ulcers and sores... Also in liver and kidney troubles." He also recommends it in treatment of sexual disorders -- either excessive sexual desire or a decreased libido. In other words, sage is pretty much the go-to herb for a number of ailments.

Em magia, leve folhas de sálvia em sua carteira ou bolsa para promover ganho financeiro. Burn leaves to increase wisdom or gain guidance from your spirit guide (be warned - burning sage does smell similar to marijuana, so keep that in mind if you think the neighbors might be inquisitive). Make a wish and write it on a sage leaf, and then hide it beneath your pillow -- if you dream about your wish over the next three nights, your wish will come true.

In addition to its medicinal and magical uses, sage makes a great addition to your kitchen pantry. Use it to season fish or chicken dishes, or toss fresh leaves into a green salad.

Other Names: Garden sage
Gender: Masculine
Element: Air
Planetary Connection: Jupiter

Use sage to make Smudge Sticks, or to purify a sacred space before ritual.

Sândalo

Dinodia Photos / Getty Images

Although not truly an herb, but a wood, sandalwood is an item found often in modern Pagan rituals. In fact, sandalwood is an entire class of wood, found in trees that are part of the flowering Santalum family. These aromatic and dense plants are packed full of essential oils, which are often extracted for use in a variety of religious rituals, aromatherapy, and even in medicine.

Uma espécie em particular, o sândalo indiano, que cresce principalmente no Nepal e no sul da Índia, é uma planta em extinção.

However, people still harvest the trees for the essential oils, and a single kilogram of true sandalwood oil can sell for up to $2, 000. That sa pretty steep price - but don t worry, most of the sandalwood essential oil sold in the United States and Europe today actually comes from the Australian sandalwood. Esta é uma espécie não ameaçada, e embora tenha uma concentração mais leve que as outras variedades de sândalo, ainda é muito perfumada e é popular entre muitos aromaterapeutas.

Enquanto é normalmente as flores que são colhidas e usadas, muitas partes diferentes da planta de sândalo são usadas para uma variedade de finalidades. For instance, the essential oil is often used in holistic medicine for its anti-inflammatory properties, and some researchers are even testings its impact on cancer and other diseases. A madeira pode ser moída em um pó fino e usada para tratamentos de beleza - adicione um pouco de óleo de rosas ou cânfora e aplique-a em sua pele para limpeza.

Sandalwood has a number of magical applications, and they tend to vary depending on which religious group you re looking at.

In many traditions of modern Paganism, it is associated with healing and purification. In Hindu rites, sandalwood paste is often used to consecrate ritual tools before ceremonies. Buddhists believe that sandalwood is one of the sacred scents of the lotus, and can be used to keep one connected to the material world while the brain wanders off during meditation. In chakra work, sandalwood is associated with the seventh, or root, chakra at the base of the spine. Burning the incense can help with issues related to self-identity, security and stability, and trust.

In a few Neopagan traditions, the actual wood of the sandalwood is burned as incense - sometimes mixed with other woods or resins, such as myrrh or frankincense. A few forms of folk magic associate it with both business and protection magic. You can also use pieces of the wood in spellwork - write your intent on a chip or stick of sandalwood, and then place it in a brazier to burn. As your sandalwood burns, your intent, or wish, will be carried up to the heavens on the drifting smoke.

Thyme

Use thyme in healing or for restfulness. Image by Alasdair Thomson/E+/Getty Images

Thyme was called thymos by the Greeks, which meant "fumigate" or "smoke". They associated thyme with valor in battle, and the restoration of physical power. Roman soldiers were known to bathe in a decoction of thyme before going into combat, to boost strength and courage. The Sumerians used it as an antiseptic, and in Egypt, thyme was one of the herbs which was used in the mummification process. Herbalist Nicolas Culpepper recommends using thyme as a treatment for whooping cough.

In The Good Herb, Judith Benn Hurley says that the oil found in thyme, called thymol, has "antiseptic and antibacterial properties." She also points out that thyme is popular with aromatherapists because of its ability to heal respiratory ailments and coughs.

Thyme can be used in healing rituals, or to bring about restful sleep. Women who wear thyme on their person are irresistible to men, and carrying sprigs in your pocket aids in developing your psychic abilities. You can create a magical broom using thyme, to banish negativity, or burn some in a bowl to help boost your courage before confrontations.

In some cultures, thyme is associated with the land of the fae -- supposedly the wee folk like to hide in the plant's leafy branches.

Other Names: Common thyme, garden thyme
Gender: Feminine
Element: Water
Planetary Connection: Venus

Tobacco Leaf

Tobacco has a number of magical and mundane uses. Image by View Stock/Getty Images

Despite its bad reputation as being detrimental to your health, tobacco leaf does have a few positive qualities. Externally, tobacco leaf can be used as an antiseptic. It was once used in enema form to eliminate muscle spasms, but later fell out of favor. In A Modern Herbal, Maud Grieve recommends a wet tobacco leaf be applied to piles (hemorrhoids), or rolled into a suppository for a strangulated hernia. For understandable reasons, this was not a popular treatment.

Tobacco was introduced into England in the late 1500s by Sir Walter Raleigh, with the outrageous suggestion that people smoke it in pipes. This idea was lambasted by pretty much everyone, from the King to the Pope, all of whom said it was an awful plan. However, that didn't stop Raleigh from making a small fortune with tobacco, because Englishmen were willing to buy it. By the seventeen hundreds, it was a staple ingredient in every British pharmacist's dispensary.

Because of the nature of human migration patterns, tobacco use became prevalent in the mountain regions of the eastern United States, and is found in a number of traditional folk remedies. Tobacco leaves were often applied to stop bleeding, and in the Lowcountry of South Carolina, tobacco is well-known as relief for the pain of jellyfish stings.

In South America, the Indian tribes use tobacco smoke to allow them communicate with spirits. It can also be used to appease river gods when going on a trip by boat or canoe. In modern magic, tobacco is sometimes used as an offering to deity, or burned as a purifying incense. In many magical traditions, tobacco is an acceptable substitute for other herbs.

Use tobacco in place of incense for rituals that involve communication with the spirit world, or bundle it up in a sachet and carry it while on a trip for a safe journey. Sprinkle dried tobacco leaf outside your doorways and windows to keep negative energies out of the house.

Gender: Masculine
Element: Fire
Planetary Connection: Mars

Although in theory you could plant and grow your own tobacco, it's a fairly lengthy process, and tobacco plants take up a lot of space. If you opt to simply purchase tobacco for magical use, it's best to have a tin of it that you use *only* for magical reasons. Try not to smoke the same tobacco you're using in ritual, unless you find yourself in a pinch and have no other options.

Valerian

Valerian has a variety of uses magically - it can be used for anything from love magic to protection. Image by dirkr/E+/Getty Images

Valerian was named for the physician Valerius, one of the first to use the plant medicinally. Around the eleventh century, Anglo-Saxon leeches recommend its use in battling menstrual cramps. It was called Amantilla during the middle ages, and there is a recipe which recommends the use of a tea made from "the juice of Amantilla id est Valeriana, " to bring about peace between warring factions. Chaucer refers to the plant as Setwall.

Traditionally, valerian was used more often for medicine than magic, but there are still some uses for it in spellwork.

Valerian may smell raunchy, but it's also known as a plant of love and protection. Hang it in your home to protect against natural disasters, such as lightning strikes or fire. If you're a woman, pin a sprig to your shirt to attract men your way. Quarrels can be resolved in a home by placing valerian leaves around the perimeter of the house.

If you are fighting with a family member, try putting a sprig of valerian in each corner of your home. Putting it over each door will prevent strife and discontent from entering -- but be warned - some people find that the smell of valerian reminds them of cat urine.

Other Names: All-heal, Heliotrope, St. George's herb, Amantilla, Setwall
Gender: Feminine
Element: Water
Deity Connection: Aphrodite, Venus
Planetary Connection: Venus

If you're a gardener, valerian tends to attract earthworms, which are great for your soil. This has to do with the levels of phosphorus produced by the plant's roots, so if you need wormy dirt, plant some valerian.

Tolet

There are over 200 species of flower in the violet family. Image by Anette Jager/Getty Images

According to Maud Grieve s Modern Herbal, there are over two hundred species of flower in the violet family. This leaves a lot of room for interpretation when it comes to magical workings. We ll just take a look at violets in general, without going into details about specific members of the family.

In Roman myth, the first violet sprung from the spilled blood of the god Attis, who killed himself for Cybele, the mother goddess. In other legends, Jupiter changed his lover, Io, into a heifer to protect him from the jealous rages of Juno and violets sprouted up in the field so Io would have something to eat. It is believed that the word violet is actually a diminutive of Viola, which is the Latinized variant of Io.

Despite its legends connecting it to rather violet and jealous gods, today the violet is associated with tranquility and peace. The leaf offers protection from evil, and can be sewn into a pillow or sachet for a new baby. Leve as pétalas consigo para trazer sorte e melhorar a magia da noite.

These pretty purple flowers are everywhere in the spring and early summer, so it sa perfect opportunity to do a bit of flower magic. Dry the flowers in the sun, and use them in an incense blend to bring about sweet dreams and restful sleep. You may even want to sew them into a pillow like our Dream Pillow.

Take a square of plain muslin or cotton, and place a bundle of freshly picked violets in it. Tie the square shut and hang it over the faucet in your bathtub. Run hot water, and allow the steam to spread the deliciously sweet scent of violets. Use this as a relaxing, cleansing bath prior to doing rituals or spellwork.

The violet is also associated with dedication and loyalty. If you want your lover to be constant and true, offer a bundle of violets as a gift or plant a patch in front of the person s home!

In addition to being magical, violets are one of the many edible plants you may find in the wild or in your garden. Violets can be candied it s time consuming, but the end result is lovely or brewed into a water, a vinegar, or even a tea.

Grieve says that one seventeenth century cookbook describes the use of violets to make a sweet syrup:

Take a quantity of Blew Violets, clip off the whites and pound them well in a stone morter; then take as much fair running water as will sufficiently moysten them and mix with the Violets; strain them all; and to every halfe pint of the liquor put one pound of the best loafe sugar; set it on the fire, putting the sugar in as it melts, still stirring it; let it boyle but once or twice att the most; then take it from the fire, and keep it to your use. This is a daynty sirrup of Violets.

Milefólio

Chris Burrows / Getty Images

Yarrow era frequentemente chamado Woundwort ou Knight's Milfoil, graças ao seu uso no tratamento de ferimentos de batalha. Os montanheses da Escócia o usam para fazer um unguento cicatrizante, e nas Ilhas Orkney, yarrow é usado para fazer um chá que "dissipa a melancolia". Maud Grieve tells us in A Modern Herbal that the Romans referred to it as herba militaris, the soldier's herb. French workmen in the Middle Ages knew that yarrow worked well on injuries to fingers and hands - in fact, in some areas it was known as "the herb of carpenters."

In addition to its uses in soft-tissue injuries, yarrow is well known as a combatant against fever. A number of Native American tribes used it in teas that were given to the sick, to bring body temperatures down. In India, a tea called gandana is given to the ill to induce sweating, thus lowering the fever.

Yarrow pode ser usado em trabalhos mágicos relacionados à cura, amor e coragem. Use-o em sua pessoa para aumentar sua auto-estima e coragem, ou carregue um monte de yarrow seco em sua mão para parar o medo. Um raminho pendurado no leito conjugal garante pelo menos sete anos de paixão e amor. Tomar um banho ritual com yarrow pode ajudar a aumentar suas habilidades psíquicas. It can also be used to exorcise negative energies from a place or person.

If you're working on a healing ritual for someone who is ill, consider burning dried yarrow as incense, or place a sachet of yarrow under the person's pillow to bring about restful sleep.

Other Names: Achillea, Lady's Mantle, Woundwort
Gender: Feminine
Element: Water
Planetary Connection: Venus

Yarrow has a fairly bitter taste, but you can use both the leaves and flowers in cooking. The leaves themselves, which are flat and paddle-shaped, can be chopped up, seasoned with some lemon juice and salt and pepper, and served either in a salad or with a light summer seafood dish. If you'd rather not eat it, try putting some yarrow flowers in a bowl and adding boiling water to it -- then put your face over it and let the yarrow steam open your pores.

Note: pregnant women should not take yarrow internally, and it should not be used for undiagnosed bleeding.

Nomes de meninos indianos favoritos e seus significados

Nomes de meninos indianos favoritos e seus significados

Morte Doulas: Guias no Fim da Vida

Morte Doulas: Guias no Fim da Vida

Como acima assim abaixo da frase oculta e da origem

Como acima assim abaixo da frase oculta e da origem