https://religiousopinions.com
Slider Image

Quais são as opiniões islâmicas sobre a amamentação?

No Islã, pais e filhos têm direitos e responsabilidades. A amamentação de sua mãe é considerada um direito da criança, e a amamentação é altamente recomendada se a mãe for capaz.

O Alcorão sobre Amamentação

A amamentação é muito claramente encorajada no Alcorão:

"Mães amamentarão seus filhos por dois anos inteiros, para aqueles que desejam completar o termo" (2: 233).

Além disso, ao lembrar as pessoas de tratarem seus pais com gentileza, o Alcorão diz:

"Sua mãe o carregou, em fraqueza e fraqueza, e seu período de desmame é de dois anos" (31:14). Em um verso similar, Allah diz: "Sua mãe carregou-o com dificuldades, e deu à luz a ele em dificuldades. E o porte da criança para o seu desmame é um período de trinta meses" (46:15).

Portanto, o Islã recomenda enfaticamente a amamentação - mas reconhece que, por várias razões, os pais podem ser incapazes ou não querem completar os dois anos recomendados. Espera-se que a decisão sobre a amamentação e o momento do desmame seja uma decisão mútua de ambos os pais, considerando o que é melhor para sua família.

Sobre este ponto, o Alcorão diz:

Se ambos (pais) decidirem pelo desmame, por consentimento mútuo, e após a devida consulta, não há culpa neles "(2: 233).

O mesmo verso continua:

"E se você decidir por uma mãe adotiva para seus descendentes, não há culpa em você, desde que você pague (a mãe adotiva) o que você ofereceu, em termos eqüitativos" (2: 233).

Desmame

De acordo com os versos do Alcorão citados acima, considera-se direito da criança ser amamentada até os dois anos de idade aproximada. Esta é uma diretriz geral; um pode desmamar antes ou depois desse tempo por consentimento mútuo dos pais. Em caso de divórcio antes que o desmame de uma criança seja concluído, o pai é obrigado a fazer pagamentos especiais de manutenção à sua ex-esposa de enfermagem.

"Irmãos do leite" no Islã

Em algumas culturas e períodos, tem sido habitual que os bebês sejam amamentados por uma mãe adotiva (às vezes chamada de "enfermeira-empregada" ou "mãe leiteira"). Na antiga Arábia, era comum as famílias da cidade enviarem seus bebês para uma mãe adotiva no deserto, onde era considerado um ambiente saudável. O Profeta Muhammad foi cuidado na infância por sua mãe e uma mãe adotiva chamada Halima.

O Islã reconhece a importância da amamentação para o crescimento e o desenvolvimento de uma criança, e o vínculo especial que se desenvolve entre uma mulher que amamenta e um bebê. Uma mulher que amamenta substancialmente uma criança (mais de cinco vezes antes dos dois anos de idade) torna-se uma "mãe leiteira" para a criança, que é uma relação com direitos especiais sob a lei islâmica. A criança amamentada é reconhecida como um irmão completo para os outros filhos da mãe adotiva e como um mahram para a mulher. As mães adotivas nos países muçulmanos às vezes tentam atender a essa necessidade de enfermagem, para que a criança adotada possa ser mais facilmente integrada à família.

Modéstia e Amamentação

As mulheres muçulmanas observantes se vestem modestamente em público e, quando amamentando, geralmente tentam manter essa modéstia com roupas, cobertores ou lenços que cobrem o peito. No entanto, em particular ou entre outras mulheres, pode parecer estranho para algumas pessoas que as mulheres muçulmanas geralmente amamentem seus bebês abertamente. No entanto, cuidar de uma criança é considerado uma parte natural da maternidade e não é visto de forma alguma como um ato obsceno, impróprio ou sexual.

Conheça Mefibosete: Filho de Jônatas Adotado por Davi

Conheça Mefibosete: Filho de Jônatas Adotado por Davi

Crie um Altar de Comida para Mabon

Crie um Altar de Comida para Mabon

Qual é o significado do apocalipse na Bíblia?

Qual é o significado do apocalipse na Bíblia?