https://religiousopinions.com
Slider Image

Calvinismo vs. Arminianismo

Um dos debates mais potencialmente divisivos na história da igreja centra-se em torno das doutrinas opostas da salvação conhecidas como calvinismo e arminianismo. O calvinismo é baseado nas crenças e ensinamentos teológicos de João Calvino (1509-1564), um líder da Igreja. Reforma e Arminianismo é baseado nas opiniões do teólogo holandês Jacobus Arminius (1560-1609).

Depois de estudar sob o genro de João Calvino em Genebra, Jacobus Arminius começou como um calvinista rigoroso. Mais tarde, como pastor em Amsterdã e professor da Universidade de Leiden, na Holanda, os estudos de Arminius no livro de Romanos levaram a dúvidas e rejeição de muitas doutrinas calvinistas.

Em resumo, o Calvinismo centra-se na suprema soberania de Deus, na predestinação, na depravação total do homem, na eleição incondicional, na expiação limitada, na graça irresistível e na perseverança dos santos.

O arminianismo enfatiza a eleição condicional baseada na presciência de Deus, o livre arbítrio do homem através da graça preveniente de cooperar com Deus na salvação, na expiação universal de Cristo, na graça resistível e na salvação que potencialmente pode ser perdida.

O que exatamente tudo isso significa? A maneira mais fácil de entender as diferentes visões doutrinárias é compará-las lado a lado.

Compare Crenças do Calvinismo vs. Arminianismo

A soberania de Deus

A soberania de Deus é a crença de que Deus tem total controle sobre tudo o que acontece no universo. Seu governo é supremo e sua vontade é a causa final de todas as coisas.

Calvinismo: No pensamento calvinista, a soberania de Deus é incondicional, ilimitada e absoluta. Todas as coisas são predeterminadas pelo bom prazer da vontade de Deus. Deus sabia de antemão por causa de seu próprio planejamento.

Arminianismo: Para o arminiano, Deus é soberano, mas limitou seu controle em correspondência com a liberdade e a resposta do homem. Os decretos de Deus estão associados à sua presciência da resposta do homem.

Depravação do homem

Os calvinistas acreditam na depravação total do homem enquanto os arminianos sustentam uma idéia apelidada de "depravação parcial".

Calvinismo: Por causa da Queda, o homem é totalmente depravado e morto em seu pecado. O homem é incapaz de salvar a si mesmo e, portanto, Deus deve iniciar a salvação.

Arminianismo: Por causa da Queda, o homem herdou uma natureza corrompida e depravada. Por meio da "graça preveniente", Deus removeu a culpa do pecado de Adão. A graça preveniente é definida como a obra preparatória do Espírito Santo, dada a todos, capacitando a pessoa a responder ao chamado de Deus para a salvação.

Eleição

Eleição refere-se ao conceito de como as pessoas são escolhidas para a salvação. Os calvinistas acreditam que a eleição é incondicional, enquanto os arminianos acreditam que a eleição é condicional.

Calvinismo: Antes da fundação do mundo, Deus escolheu incondicionalmente (ou "elegeu") alguns para serem salvos. A eleição não tem nada a ver com a resposta futura do homem. Os eleitos são escolhidos por Deus.

Arminianismo: A eleição é baseada na presciência de Deus daqueles que acreditam nele através da fé. Em outras palavras, Deus elegeu aqueles que o escolheriam por vontade própria. A eleição condicional é baseada na resposta do homem à oferta de salvação de Deus.

Expiação de Cristo

A expiação é o aspecto mais controverso do debate entre o Calvinismo e o Arminianismo. Refere-se ao sacrifício de Cristo pelos pecadores. Para o calvinista, a expiação de Cristo é limitada aos eleitos. No pensamento arminiano, a expiação é ilimitada. Jesus morreu por todas as pessoas.

Calvinismo: Jesus Cristo morreu para salvar somente aqueles que foram dados a ele (eleitos) pelo Pai na eternidade passada. Como Cristo não morreu por todos, mas apenas pelos eleitos, sua expiação é totalmente bem-sucedida.

Arminianismo: Cristo morreu por todos. A morte expiatória do Salvador forneceu os meios de salvação para toda a raça humana. A expiação de Cristo, no entanto, é eficaz apenas para aqueles que acreditam.

Graça

A graça de Deus tem a ver com o seu chamado para a salvação. ”O calvinismo diz que a graça de Deus é irresistível, enquanto o arminianismo argumenta que ela pode ser resistida.

Calvinismo: “ Enquanto Deus estende sua graça comum a toda a humanidade, não é suficiente para salvar ninguém. Somente a graça irresistível de Deus pode atrair os eleitos para a salvação e fazer uma pessoa disposta a responder. Essa graça não pode ser obstruída ou resistida.

Arminianismo: Através da graça preparatória (preveniente) dada a todos pelo Espírito Santo, o homem é capaz de cooperar com Deus e responder com fé à salvação. Através da graça preveniente, Deus removeu os efeitos do pecado de Adão. Por causa do "livre arbítrio" os homens também são capazes de resistir à graça de Deus.

A vontade do homem

O livre arbítrio do homem contra a vontade soberana de Deus está ligado a muitos pontos do debate entre o Calvinismo e o Arminianismo.

Calvinismo: Todos os homens são totalmente depravados, e essa depravação se estende a toda a pessoa, incluindo a vontade. Exceto pela graça irresistível de Deus, os homens são totalmente incapazes de responder a Deus por conta própria.

Arminianismo: Porque a graça preveniente é dada a todos os homens pelo Espírito Santo, e esta graça se estende a toda a pessoa, todas as pessoas têm livre arbítrio.

Perseverança

A perseverança dos santos está ligada ao debate "uma vez salvo, sempre salvo" e à questão da segurança eterna. O calvinista diz que os eleitos perseverarão na fé e não negarão permanentemente a Cristo nem se afastarão dEle. Os arminianos podem insistir que uma pessoa pode cair e perder sua salvação. No entanto, alguns arminianos abraçam a segurança eterna.

Calvinismo: Os crentes perseverarão na salvação porque Deus cuidará para que nenhum deles se perca. Os crentes estão seguros na fé porque Deus terminará o trabalho que ele começou.

Arminianismo: Por causa do livre arbítrio, os crentes podem se afastar ou cair da graça e perder sua salvação.

É importante notar que todos os pontos doutrinários em ambas as posições teológicas têm um fundamento bíblico, e é por isso que o debate tem sido tão divisivo e duradouro ao longo da história da igreja. Diferentes denominações discordam sobre quais pontos estão corretos, rejeitando todos ou alguns dos sistemas de teologia, deixando a maioria dos crentes com uma perspectiva mista.

Porque tanto o Calvinismo quanto o Arminianismo lidam com conceitos que vão muito além da compreensão humana, o debate certamente continuará enquanto seres finitos tentam explicar um Deus infinitamente misterioso.

Receitas para o Sabá Beltane

Receitas para o Sabá Beltane

Religião de Timor Leste, uma comunidade católica no sudeste da Ásia

Religião de Timor Leste, uma comunidade católica no sudeste da Ásia

Religião no Camboja

Religião no Camboja