https://religiousopinions.com
Slider Image

A separação da igreja e do estado

Qual é a separação entre igreja e estado? Essa é uma pergunta muito boa - e o estado é talvez um dos conceitos mais incompreendidos, deturpados e difamados nos debates políticos, legais e religiosos americanos de hoje. Todo mundo tem uma opinião, mas infelizmente, muitas dessas opiniões estão lamentavelmente desinformadas.

A separação entre igreja e estado não é apenas mal entendida, é também extremamente importante. Esse é provavelmente um dos poucos pontos sobre os quais todos em todos os lados do debate podem concordar prontamente - suas razões para concordar podem diferir, mas eles concordam que a separação entre igreja e estado é um dos princípios constitucionais chave em História americana.

O que são "Igreja" e "Estado"?

Entender a separação entre igreja e estado é complicado pelo fato de estarmos usando uma frase tão simplificada. Não há, afinal de contas, uma única igreja. Há muitas organizações religiosas nos Estados Unidos que adotam nomes diferentes: igreja, sinagoga, templo, salão dos reis e Mais. Há também muitos órgãos corporativos que não adotam tais títulos religiosos, mas que são controlados por organizações religiosas - por exemplo, hospitais católicos.

Além disso, não há um único estado. Em vez disso, existem vários níveis de governo nos níveis federal, estadual, regional e local. Há também uma grande variedade de organizações governamentais, comissões, departamentos, agências e muito mais. Todos estes podem ter diferentes níveis de envolvimento e diferentes relações com diferentes tipos de organizações religiosas.

Isso é importante porque ressalta o fato de que, na separação entre igreja e estado, não podemos estar falando de uma igreja única e literal e de um único estado literal. Esses termos são metáforas, destinados a apontar para algo maior. A church deve ser interpretada como qualquer órgão religioso organizado com suas doutrinas / dogmas, e o state deve ser interpretado como qualquer órgão governamental, qualquer organização administrada pelo governo ou qualquer organização patrocinada pelo governo. evento.

Autoridade Civil versus Religiosa

Assim, uma frase mais precisa do que a separação da igreja e do estado pode ser algo como a separação da religião organizada e da autoridade civil, porque a autoridade religiosa e civil sobre a vida das pessoas não é e não deve ser investido nas mesmas pessoas ou organizações. Na prática, isso significa que a autoridade civil não pode ditar ou controlar os corpos religiosos organizados. O estado não pode dizer aos religiosos o que pregar, como pregar ou quando pregar. A autoridade civil deve exercer uma abordagem de “mão-de-obra”, não ajudando ou impedindo a religião.

Separação de igreja e estado é uma rua de mão dupla, no entanto. Não se trata apenas de restringir o que o governo pode fazer com a religião, mas também do que os órgãos religiosos podem fazer com o governo. Grupos religiosos não podem ditar ou controlar o governo. Eles não podem fazer com que o governo adote suas doutrinas particulares como política para todos, eles não podem fazer com que o governo restrinja outros grupos, etc.

A maior ameaça à liberdade religiosa não é o governo - ou, pelo menos, o governo não agindo sozinho. Raramente temos uma situação em que funcionários governamentais seculares agem para reprimir qualquer religião ou religião em geral. Mais comuns são organizações religiosas privadas agindo através do governo, tendo suas próprias doutrinas e crenças codificadas em lei ou política.

Protegendo as Pessoas

Assim, a separação entre Igreja e Estado assegura que os cidadãos particulares, quando atuam no papel de algum oficial do governo, não possam ter qualquer aspecto de suas crenças religiosas privadas impostas a outros. Os professores das escolas não podem promover sua religião para as crianças de outras pessoas, por exemplo, decidindo que tipo de Bíblia será lida na sala de aula. As autoridades locais não podem exigir certas práticas religiosas por parte dos funcionários do governo, por exemplo, hospedando orações específicas e aprovadas. Os líderes do governo não podem fazer com que os membros de outras religiões se sintam indesejados ou sejam cidadãos de segunda classe, usando sua posição para promover determinadas doutrinas religiosas.

Isso exige autocontrole moral dos funcionários do governo e, até certo ponto, dos cidadãos privados - um autocontrole necessário para que uma sociedade religiosamente pluralista sobreviva sem cair na guerra civil religiosa. Assegura que o governo permaneça o governo de todos os cidadãos, não o governo de uma denominação ou uma tradição religiosa. Assegura que as divisões políticas não sejam traçadas segundo linhas religiosas, com os protestantes combatendo católicos ou cristãos lutando contra os muçulmanos por "sua parte" do erário público.

A separação entre igreja e estado é uma liberdade constitucional fundamental que protege o público americano da tirania. Protege todas as pessoas da tirania religiosa de qualquer grupo religioso ou tradição e protege todas as pessoas de um governo que pretende tiranizar alguns ou quaisquer grupos religiosos.

Projetos de artesanato Yule para o solstício de inverno

Projetos de artesanato Yule para o solstício de inverno

Biografia do Thomas à Kempis

Biografia do Thomas à Kempis

Receitas para o Sabá Lammas

Receitas para o Sabá Lammas