https://religiousopinions.com
Slider Image

O que a Bíblia diz sobre o divórcio e o novo casamento?

O casamento foi a primeira instituição estabelecida por Deus no livro de Gênesis, capítulo 2. É uma aliança sagrada que simboliza o relacionamento entre Cristo e sua Noiva ou o Corpo de Cristo.

A maioria das crenças cristãs baseadas na Bíblia ensinam que o divórcio deve ser visto apenas como um último recurso depois que todo possível esforço para a reconciliação falhou. Assim como a Bíblia nos ensina a nos casar com cuidado e reverência, o divórcio deve ser evitado a todo custo. Honrar e defender os votos do casamento traz honra e glória a Deus.

Posições Diferentes na Questão

Infelizmente, o divórcio e o novo casamento são realidades generalizadas no corpo de Cristo hoje. De um modo geral, os cristãos tendem a cair em uma das quatro posições sobre esta questão controversa:

  • Nenhum divórcio - nenhum novo casamento: o casamento é um acordo de aliança, destinado a vida, portanto, não deve ser quebrado em qualquer circunstância; o novo casamento viola ainda mais o pacto e, portanto, não é permissível.
  • Divórcio - mas nenhum novo casamento: o divórcio, embora não seja o desejo de Deus, às vezes é a única alternativa quando tudo o mais falha. A pessoa divorciada deve permanecer solteira para a vida depois disso.
  • Divórcio - mas só se casar novamente em certas situações: o divórcio, embora não seja o desejo de Deus, às vezes é inevitável. Se os motivos para o divórcio são bíblicos, a pessoa divorciada pode se casar novamente, mas apenas para um crente.
  • Divórcio - novo casamento: O divórcio, embora não seja o desejo de Deus, não é o pecado imperdoável. Independentemente das circunstâncias, todas as pessoas divorciadas que se arrependeram devem ser perdoadas e autorizadas a se casar novamente.

O que a Bíblia diz?

O estudo a seguir tenta responder de uma perspectiva bíblica algumas das perguntas mais freqüentes sobre o divórcio e o novo casamento entre os cristãos. Gostaríamos de agradecer ao Pastor Ben Reid, da Sociedade de Carvalho Verdadeiro, e ao Pastor Danny Hodges, da Capela do Calvário em São Petersburgo, cujos ensinamentos inspiraram e influenciaram essas interpretações das Escrituras relativas ao divórcio e ao novo casamento.

  • Q1 - Eu sou cristão, mas minha esposa não é. Devo me divorciar de meu cônjuge descrente e tentar encontrar um crente para casar? Não. Se o seu cônjuge descrente quiser se casar com você, permaneça fiel ao seu casamento. Seu cônjuge não salvo precisa de seu contínuo testemunho cristão e pode ser ganho para Cristo pelo seu exemplo piedoso.
    • 1 Coríntios 7: 12-13
      Aos demais digo isto (eu, não o Senhor): Se algum irmão tem uma esposa que não é crente e ela está disposta a viver com ele, ele não deve divorciar-se dela. E se uma mulher tem um marido que não é crente e ele está disposto a viver com ela, ela não deve divorciar-se dele. (NIV)
    • 1 Pedro 3: 1-2
      As esposas, da mesma forma, são submissas aos seus maridos para que, se algum deles não acreditar na palavra, possam ser conquistados sem palavras pelo comportamento de suas esposas, quando virem a pureza e a reverência de suas vidas. (NIV)
  • Q2 - Eu sou cristão, mas minha esposa, que não é crente, me deixou e pediu o divórcio. O que devo fazer? Se possível, procure restaurar o casamento. Se a reconciliação não for possível, você não é obrigado a permanecer neste casamento.
    • 1 Coríntios 7: 15-16
      Mas se o incrédulo partir, deixe-o fazê-lo. Um homem ou mulher crente não está preso em tais circunstâncias; Deus nos chamou para viver em paz. Como você sabe, esposa, se você vai salvar seu marido? Ou, como você sabe, marido, se você vai salvar sua esposa? (NIV)
  • Q3 - Quais são as razões bíblicas ou motivos para o divórcio? A Bíblia sugere que “infidelidade conjugal” é a única razão bíblica que garante a permissão de Deus para o divórcio e o novo casamento. Muitas interpretações diferentes existem entre os ensinamentos cristãos quanto à definição exata de "infidelidade conjugal". A palavra grega para infidelidade conjugal encontrada em Mateus 5:32 e 19: 9 significa qualquer forma de imoralidade sexual, incluindo adultério, prostituição, fornicação, pornografia e incesto. Uma vez que a união sexual é uma parte tão crucial da aliança do casamento, romper esse vínculo parece ser um fundamento bíblico admissível para o divórcio.
    • Mateus 5:32
      Mas eu lhe digo que qualquer um que se divorcie de sua esposa, exceto por infidelidade conjugal, faz com que ela se torne uma adúltera, e qualquer um que se case com a mulher divorciada comete adultério. (NIV)
    • Mateus 19: 9
      Eu lhe digo que qualquer pessoa que se divorcie de sua esposa, exceto por infidelidade conjugal e se casa com outra mulher, comete adultério. (NIV)
  • Q4 - Eu me divorciei do meu cônjuge por razões que não têm base bíblica. Nenhum de nós se casou novamente. O que devo fazer para demonstrar arrependimento e obediência à Palavra de Deus? Se possível, busque reconciliação e reúna-se em casamento com seu ex-cônjuge.
    • 1 Coríntios 7: 10-11
      Aos casados ​​dou esta ordem (não eu, mas o Senhor): A esposa não deve separar-se do marido. Mas se o fizer, ela deve permanecer solteira ou então ser reconciliada com o marido. E um marido não deve se divorciar de sua esposa. (NIV)
  • Q5 - Eu me divorciei do meu cônjuge por razões que não têm base bíblica. A reconciliação não é mais possível porque um de nós se casou novamente. O que devo fazer para demonstrar arrependimento e obediência à Palavra de Deus? Embora o divórcio seja um assunto sério na opinião de Deus (Malaquias 2:16), não é o pecado imperdoável. Se você confessar seus pecados a Deus e pedir perdão, você será perdoado (1 João 1: 9) e poderá seguir em frente com sua vida. Se você pode confessar seu pecado ao seu ex-cônjuge e pedir perdão sem causar mais danos, você deve procurar fazê-lo. Deste ponto em diante você deve comprometer-se a honrar a Palavra de Deus referente ao casamento. Então, se a sua consciência permitir que você se case novamente, você deve fazê-lo com cuidado e reverência quando chegar a hora. Apenas se case com um colega crente. Se a sua consciência lhe disser para permanecer solteira, então permaneça solteira.
  • Q6 - Eu não queria o divórcio, mas meu ex-cônjuge, sem querer, forçou isso em mim. A reconciliação não é mais possível devido a circunstâncias atenuantes. Isso significa que não posso me casar novamente no futuro? Na maioria dos casos, ambas as partes são culpadas em um divórcio. No entanto, nesta situação, você é biblicamente considerado o cônjuge "inocente". Você é livre para se casar novamente, mas você deve fazê-lo com cuidado e reverência quando chegar a hora, e só se casar com um colega crente. Os princípios ensinados em 1 Coríntios 7:15, Mateus 5: 31-32 e 19: 9 se aplicariam nesse caso.
  • Q7 - Eu me divorciei do meu cônjuge por razões anti-bíblicas e / ou me casei novamente antes de me tornar um cristão. O que isto significa para mim? Quando você se torna um cristão, seus pecados passados ​​são lavados e você recebe um novo começo. Independentemente da sua história conjugal antes de ser salvo, receba o perdão e a purificação de Deus. Deste ponto em diante você deve comprometer-se a honrar a Palavra de Deus referente ao casamento.
    • 2 Coríntios 5: 17-18
      Portanto, se alguém está em Cristo, ele é uma nova criação; o velho se foi, o novo chegou! Tudo isso é de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo através de Cristo e nos deu o ministério da reconciliação. (NIV)
  • Q8 - Meu cônjuge cometeu adultério (ou outra forma de imoralidade sexual). De acordo com Mateus 5:32, tenho motivos para o divórcio. Devo divorciar-me porque posso? Uma forma de considerar essa questão pode ser pensar em todas as maneiras pelas quais nós, como seguidores de Cristo, cometemos adultério espiritual contra Deus, por meio do pecado, da negligência, da idolatria e da apatia. Mas Deus não nos abandona. Seu coração é sempre perdoar e nos reconciliar com ele quando nos voltamos e nos arrependemos de nosso pecado. Podemos estender essa mesma medida de graça para um cônjuge quando eles foram infiéis, mas chegamos a um lugar de arrependimento. A infidelidade conjugal é extremamente devastadora e dolorosa. Confiança requer tempo para reconstruir. Dê a Deus muito tempo para trabalhar em um casamento arruinado e para trabalhar no coração de cada cônjuge antes de seguir com o divórcio. O perdão, a reconciliação e a restauração do casamento honram a Deus e testificam de sua maravilhosa graça.
    • Colossenses 3: 12-14
      Já que Deus escolheu você para ser o povo santo a quem ele ama, você deve se vestir com bondade misericordiosa, bondade, humildade, gentileza e paciência. Você deve tolerar as falhas do outro e perdoar a pessoa que o ofende. Lembre-se, o Senhor perdoou você, então você deve perdoar os outros. E a peça de roupa mais importante que você deve usar é o amor. O amor é o que nos une em perfeita harmonia. (NLT)

    Nota

    Estas respostas são simplesmente um guia para reflexão e estudo. Eles não são oferecidos como uma alternativa ao aconselhamento bíblico piedoso. Se você tiver dúvidas ou preocupações sérias e estiver se encontrando em divórcio ou considerando um novo casamento, recomendamos que você procure aconselhamento com seu pastor ou um conselheiro cristão. Além disso, é certo que muitos discordarão das opiniões expressas neste estudo e, portanto, os leitores devem examinar a Bíblia por si mesmos, buscar a orientação do Espírito Santo e seguir sua própria consciência no assunto.

    Artesanato para o Sabbat Imbolc

    Artesanato para o Sabbat Imbolc

    8 Organizações Ambientais Cristãs

    8 Organizações Ambientais Cristãs

    Afirmando x Jurar Juramentos no Tribunal

    Afirmando x Jurar Juramentos no Tribunal