https://religiousopinions.com
Slider Image

Leituras das Escrituras para a Segunda Semana do Advento

Se a "Primeira Semana do Advento" serve como um chamado ao arrependimento, "deixar de fazer o mal e aprender a fazer o bem", então a Segunda Semana do Advento nos lembra que viver uma vida reta é insuficiente. Devemos nos submeter à humildade à vontade de Deus.

Na leitura das Escrituras para o Segundo Domingo do Advento, o Senhor chama Seus filhos - os habitantes de Jerusalém - para retornarem a ele. Libertos do pecado, eles devem, no entanto, lamentar seus pecados passados, mas por causa de seu orgulho espiritual (um dos sete pecados mortais), eles recusam. Em vez disso, enquanto eles deveriam estar preparando suas almas para a vinda de seu Salvador, eles celebram e Deus promete humilhá-los.

Prepare-se para a vinda de Cristo

É uma mensagem preocupante durante esta "temporada de férias" que conhecemos como "Advento". O mundo ao nosso redor, embora há muito tempo abandonou a crença em Cristo, ainda se alegra todo mês de dezembro, e não somos apenas tentados, mas muitas vezes compelidos a participar. Seria indelicado recusar os convites de amigos e colegas de trabalho às festas de Natal. durante o Advento, mas ao participar das festividades, precisamos nos lembrar sempre da razão para esta “ época - o Advento - que é preparar-nos não apenas para a vinda de Cristo em Cristo”, mas para Sua segunda vinda no final dos tempos.

Da primeira vinda ao segundo

À medida que as Escrituras para a Segunda Semana do Advento continuam, as profecias de Isaías mudam da primeira vinda de Cristo para a segunda. Da mesma forma, à medida que nos aproximamos do Natal, nossos pensamentos devem subir da manjedoura de Belém para o Filho do Homem, descendo em glória. Não há cura melhor para o orgulho espiritual do que a lembrança de que, um dia, quando menos esperamos, Cristo retornará para julgar os vivos e os mortos.

Estas leituras para cada dia da Segunda Semana do Advento vêm do Ofício das Leituras, parte da Liturgia das Horas, a oração oficial da Igreja.

01 de 07

Leitura das Escrituras para o Segundo Domingo do Advento

O orgulhoso deve ser humilhado

Ao entrarmos na segunda semana do Advento, continuamos a ler o livro do profeta Isaías. Na seleção de hoje, o Senhor convida os habitantes de Jerusalém - aqueles que foram salvos - a chorar por seus pecados passados, mas eles continuam a celebrar. Eles não são gratos a Deus por salvá-los, e assim o Senhor promete humilhá-los.

Sua situação é o que nos encontramos hoje. O Advento é uma estação de penitência - uma época de oração e jejum -, ainda que tendamos a começar nossa celebração de Natal cedo, em vez de usar a estação para fazer um balanço de nossas falhas passadas e para resolver fazer melhor em o futuro.


Isaías 22: 8b-23
E a cobertura de Judá será descoberta e verás naquele dia o arsenal da casa da floresta. E verás as brechas da cidade de Davi, que são muitas; e ajuntastes as águas da piscina de baixo, e contastes as casas de Jerusalém, e derrubastes casas para fortificar o muro. E você fez uma vala entre as duas paredes para a água da piscina velha: e você não olhou para o seu fabricante, nem o considerou mesmo à distância, que o fez há muito tempo.
E o Senhor, o Deus dos exércitos, naquele dia clamará ao choro e ao luto, à calvície e à cingida de saco: eis alegria e alegria, matando bezerros e matando carneiros, comendo carne e bebendo vinho. Vamos comer e beber; porque amanhã morreremos. E a voz do Senhor dos exércitos foi revelada aos meus ouvidos: Certamente esta iniquidade não te será perdoada até que morras, diz o Senhor Deus dos exércitos.
Assim diz o Senhor Deus dos exércitos: Vai, entra no que habita no tabernáculo, a Sobna, que está sobre o templo, e lhe dirás: Que tens tu aqui, ou como se fosses alguém aqui? porque tu fizeste aqui um sepulcro, tu fizeste um monumento cuidadosamente num lugar alto, uma habitação para ti numa rocha.
Eis que o Senhor fará com que você seja levado, como um galo é levado, e ele te levantará como um vestido. Ele te coroará com uma coroa de tribulação, e te lançará como uma bola num país espaçoso e espaçoso; ali morrerás, e ali será o carro da tua glória, a vergonha da casa de teu Senhor.
E eu te expulsarei da tua posição e te deponho do teu ministério. E sucederá naquele dia que chamarei a meu servo Eliaquim, filho de Helcias, e eu o vestirei com o teu manto, e o fortalecerei com o teu cinto, e te darei o poder nas mãos dele; será como pai para os habitantes de Jerusalém e para a casa de Judá.
E porei a chave da casa de Davi sobre o seu ombro; e ele se abrirá, e ninguém se fechará; e ele fechará e ninguém abrirá. E fixá-lo-ei como estaca em lugar seguro, e ele será por um trono de glória para a casa de seu pai.
02 de 07

Leitura bíblica para segunda-feira da segunda semana do Advento

Os caminhos do Senhor não são nossos

O verdadeiro arrependimento significa conformar-nos ao caminho do Senhor. Nesta leitura para a segunda segunda-feira do Advento do profeta Isaías, vemos o Senhor derrubando toda a sociedade humana, por causa dos pecados e transgressões do povo. Para ser agradável aos olhos do Senhor, devemos nos humilhar.

Isaías 24: 1-18


Eis que o SENHOR devastará a terra, e a despirá, e afligirá a sua face, e espalhará os seus habitantes. E será como o povo, assim como com o sacerdote: e como com o servo, assim com o seu senhor: como com a serva, assim com a sua ama: como com o comprador, assim como com o vendedor, como com o credor, assim com o devedor: como com aquele que pede o seu dinheiro, assim com ele que deve. Com desolação a terra será destruída, e será completamente destruída; porque o Senhor falou essa palavra.
A terra lamentou e desapareceu e enfraqueceu-se: o mundo desapareceu, a altura do povo da terra enfraqueceu. E a terra está contaminada por seus habitantes: porque transgrediram as leis, mudaram a ordenança, quebraram o convênio eterno. Por isso, uma maldição devorará a terra, e os seus habitantes pecarão; e, portanto, os que nela habitarem serão loucos e poucos homens serão deixados.
A vindima se lamentou, a videira se esvaiu, todos os alegres suspiraram. A alegria dos adufes cessou, o ruído dos que se alegram terminou, a melodia da harpa é silenciosa. Não beberão vinho com canção; a bebida será amarga para os que a beberem.
A cidade da vaidade está quebrantada, toda a casa está fechada, ninguém entra. Haverá clamor por vinho nas ruas; toda alegria é desamparada; a alegria da terra se foi. Desolação é deixada na cidade, e a calamidade oprimirá os portões. Porque assim será no meio da terra, no meio do povo, como se algumas azeitonas, que restam, fossem sacudidas da oliveira, ou uvas, quando a vindima terminasse.
Estes levantarão a voz e darão louvores; quando o Senhor for glorificado, farão júbilo do mar. Portanto, glorificai ao Senhor em instrução: o nome do Senhor Deus de Israel nas ilhas do mar. Dos confins da terra ouvimos louvores, a glória do justo.
E eu disse: Meu segredo para mim mesmo, meu segredo para mim mesmo, ai de mim: os prevaricadores prevaricaram, e com a prevaricação dos transgressores eles prevaricated. Temor, e cova, e laço estão sobre ti, ó habitante da terra. E será que aquele que fugir do barulho do medo, cairão na cova; e aquele que se livrar do abismo será apanhado no laço, porque as comportas de dentro os altos se abrem e os alicerces da terra tremem.
03 de 07

Leitura das Escrituras para a terça-feira da Segunda Semana do Advento

O Juízo Final e a Vinda do Reino

Isaías profetizou não apenas sobre a vinda de Cristo como uma criança em Belém, mas sobre o reinado final de Cristo como Rei sobre toda a terra. Nesta seleção para a segunda terça-feira do Advento, Isaías nos fala do julgamento final.

Isaías 24: 19-25: 5


Com quebra a terra será quebrada, com esmagamento a terra será esmagada, com tremor a terra será movida. Com tremor a terra será abalada como um homem embriagado, e será removida como a tenda de uma noite: e a iniqüidade dela deve ser pesada sobre ela, e ela deve cair, e não ressuscitar.
E acontecerá que naquele dia o Senhor visitará o exército do céu no alto e sobre os reis da terra, sobre a terra. E ajuntar-se-ão como o ajuntamento de uma trouxa na cova, e serão encerrados ali na prisão; e depois de muitos dias serão visitados. Então a lua se envergonhará, e o sol se envergonhará, quando o Senhor dos Exércitos reinará no monte Sião e em Jerusalém, e será glorificado aos olhos de seus antigos.
Ó SENHOR, és o meu Deus, eu te exaltarei e darei glória ao teu nome, porque fizeste coisas maravilhosas, teus desígnios de antigos fiéis. Pois reduziste a cidade a um amontoado, a cidade forte a arruinar, a casa de estrangeiros, a não ser cidade, e a não ser edificada para sempre.
Portanto, um povo forte te louvará, a cidade das nações poderosas te temerá. Porque tu tens sido uma fortaleza para os pobres, uma força para os necessitados em sua angústia: um refúgio do redemoinho, uma sombra do calor. Pois a explosão do poderoso é como um turbilhão a bater contra uma parede. Derrubará o tumulto dos estrangeiros, como o calor da sede; e como no calor, sob a nuvem que arde, tu farás o ramo dos poderosos, para secar.
04 de 07

Leitura das Escrituras para quarta-feira da segunda semana do Advento

Um padre com um lecionário. Indefinido

O Senhor Reina Sobre Toda a Terra

Ontem lemos sobre o julgamento final de Deus sobre as ações dos homens; hoje, na leitura da segunda quarta-feira do Advento, ouvimos a promessa do reinado de Cristo sobre todas as nações. A terra será refeita; a morte será destruída; e os homens viverão em paz. Os humildes e os pobres serão exaltados, mas os altivos serão humilhados.

Isaías 25: 6-26: 6


E o Senhor dos Exércitos fará a todas as pessoas neste monte, uma festa de coisas gordas, uma festa de vinho, de coisas gordas cheias de medula, de vinho purificado das bilhas. E ele destruirá neste monte a face do laço com o qual toda a torta foi amarrada, e a teia que ele sobre todas as nações. Ele lançará a morte precipitadamente para sempre, e o Senhor Deus enxugará de toda a face lágrimas, e o espantalho de seu povo tirará de toda a terra, porque o Senhor o disse.
E eles dirão naquele dia: Eis que este é o nosso Deus, esperamos por ele, e ele nos salvará; este é o Senhor, esperamos pacientemente por ele, nos regozijaremos e nos alegraremos na sua salvação. Porque a mão do Senhor repousará nesta montanha; e Moabe se abaterá sobre ele, como a palha se despedaçou com a doçura. E ele estenderá as mãos debaixo dele, como aquele que nê de nadar estende as mãos para nadar; e ele trará a sua glória com a arremessação das suas mãos. E os baluartes dos teus altos muros cairão, serão abatidos e serão puxados para o chão, até ao pó.
Naquele dia, esse cântico será cantado na terra de Judá. Sião, a cidade da nossa fortaleza, um salvador, uma parede e um baluarte serão colocados nela. Abre as portas, e entra a nação justa que guarda a verdade. Passa-se o erro antigo; guardarás a paz; paz porque em ti esperamos.
Você tem esperado no Senhor para sempre, no Senhor Deus, poderoso para sempre. Porque ele derrubará os que habitam no alto, a alta cidade que ele abaterá. Ele a derrubará até o chão, a derrubará até o pó. O pé tropeçará, os pés dos pobres, os degraus dos necessitados.
05 de 07

Leitura bíblica para a quinta-feira da segunda semana do Advento

Bíblia antiga em latim. Myron / Getty Images

Os justos aguardam o julgamento do Senhor

Anteriormente na segunda semana do Advento, Isaías nos mostrou o julgamento do Senhor e o estabelecimento de Seu reino na terra. Na segunda quinta-feira de Advento, ouvimos do homem justo, que não teme a justiça do Senhor nem se queixa do seu próprio castigo, mas olha para a frente, como dizemos no Credo dos Apóstolos, para a ressurreição. dos mortos.


Isaías 26: 7-21
O caminho do justo está certo, o caminho do justo está certo para entrar. E no caminho dos teus julgamentos, ó Senhor, esperamos pacientemente por ti: teu nome e tua lembrança são o desejo da alma.
A minha alma te desejou de noite; sim, e com o meu espírito, dentro de mim pela manhã cedo, vigiarei a ti. Quando fizeres os teus juízos sobre a terra, os habitantes do mundo aprenderão a justiça.
Tenhamos piedade dos ímpios, mas ele não aprenderá a justiça: na terra dos santos fez coisas más e não verá a glória do Senhor.
Senhor, seja exaltada a tua mão, e não os vejeis; veja o povo invejoso, e seja envergonhado; e atire o fogo contra os teus inimigos.
Senhor, tu nos darás paz, pois tu fizeste todas as nossas obras por nós. Ó Senhor nosso Deus, outros senhores além de ti tiveram domínio sobre nós, somente em ti nos lembremos do teu nome.
Não deixe que os mortos vivam, nem os gigantes se levantem novamente: portanto tu os visitaste e destruiu, e melhor destruiu toda a memória deles.
Tu foste favorável à nação, ó Senhor, foste favorável à nação: és glorificado? tu removeste todas as extremidades da terra para longe.
Senhor, eles têm procurado em aflição, na tribulação de murmurar que a tua instrução estava com eles. Como a mulher grávida, quando chega perto da hora do seu parto, sofre e clama nas suas angústias; assim também nos tornamos em tua presença, ó Senhor.
Concebemos e estamos em estado de parto e temos produzido vento: não fizemos a salvação na terra, por isso os habitantes da terra não caíram.
Vossos mortos viverão, os meus mortos ressuscitarão; despertai e louvai os que habitam no pó; porque o orvalho é o orvalho da luz, e a terra dos gigantes cairás em ruínas.
Vai, meu povo, entra nos teus aposentos, fecha as tuas portas contra ti, esconde-te um pouco por um momento, até que a indignação se esgote.
Pois eis que o Senhor sairá do seu lugar e visitará a iniqüidade dos habitantes da terra contra ele; e a terra revelará seu sangue e não mais a cobrirá.
06 de 07

Leitura das Escrituras para sexta-feira da Segunda Semana do Advento

Bíblia antiga em inglês. Godong / Getty Images

Restaurando o Vinhedo

O Senhor, profetizou Isaías, destruiria a vinha - a casa de Israel - porque o Seu povo o havia abandonado. Nesta leitura para a segunda sexta-feira do Advento, no entanto, o Senhor restaura a vinha e reúne o justo para adorá-lo em Jerusalém, o símbolo do céu. Os "filhos de Israel" são agora todos os fiéis.

Isaías 27: 1-13


Naquele dia, o Senhor com sua dura, grande e forte espada visitará o leviatã, a barra da serpente, e leviatã, a serpente tortuosa, e matará a baleia que está no mar.
Naquele dia haverá cântico para a vinha do vinho puro. Eu sou o Senhor que a guarda, de repente lhe darei bebida: para que não haja dor, guarde-a noite e dia.
Não há indignação em mim: quem me fará um espinho e um renovador na batalha: marchará contra ela, eu porei fogo junto? Ou, antes, apoderar-se-á da minha força, fará paz comigo, fará as pazes comigo?
Quando eles se apressarem a Jacó, Israel florescerá e brotará, e eles encherão a face do mundo com sementes. Acaso ele o atingiu de acordo com o golpe daquele que o atingiu? Ou ele é morto, como ele matou os que foram mortos por ele? Em medida contra medida, quando ela for rejeitada, tu a julgarás. Ele meditou com seu espírito severo no dia do calor.
Por isso, a iniqüidade da casa de Jacó será perdoada; e isto é todo o fruto, para que o pecado seja tirado, quando ele fizer todas as pedras do altar, como pedras queimadas, em pedaços; bosques e templos não devem ficar. Porque a cidade forte ficará assolada, a cidade formosa será desamparada e será deixada como um ermo; ali o bezerro se alimentará, e ali se deitará, e consumirá os seus ramos. Sua colheita será destruída pela seca, mulheres virão e ensinarão: porque não é um povo sábio, portanto, aquele que fez isto, não terá misericórdia dele; e aquele que o formou, não o poupará.
E acontecerá que naquele dia o Senhor atacará desde o canal do rio até a torrente do Egito, e vocês serão reunidos um a um, ó filhos de Israel.
E acontecerá que naquele dia será tocado rumor com grande trombeta; e os que se perderem virão da terra dos assírios e dos que foram derrotados na terra do Egito; adore o Senhor no monte santo em Jerusalém.
07 de 07

Leitura das Escrituras para o Sábado da Segunda Semana do Advento

Evangelhos de St. Chad na Catedral de Lichfield. Philip Game / Getty Images

O julgamento de Jerusalém

Quando a segunda semana do advento chega ao fim, Isaías mais uma vez profetiza o juízo do Senhor sobre Jerusalém. Nesta leitura para o segundo sábado do Advento, vemos que o Seu julgamento será rápido e esmagador, como uma horda de nações que descem em guerra.

Se nos preparamos adequadamente, contudo, não temos que temer, porque o Senhor lidará justamente com os justos.

Isaías 29: 1-8


Ai de Ariel, a Ariel a cidade que Davi tomou: ano é adicionado ao ano: as solenidades estão no fim. E farei uma trincheira sobre Ariel, e será em tristeza e luto, e será para mim como Ariel. E farei um círculo em volta de ti, e levantarei um baluarte contra ti e levantarei baluartes para te sitiar.
Serás derrubado, falar da terra, e ouvir-se-á a tua fala da terra; e a tua voz será da terra como a da pinha, e da terra murmurarás o teu falar. E a multidão dos que te tocam será como o pó pequeno, e como a cinza que passa, a multidão dos que têm prevalecido contra ti.
E será em um instante de repente. Haverá uma visitação do Senhor dos exércitos no trovão, e com terremoto, e com grande estrondo de tormenta e tempestade, e com a chama de fogo devorador. E a multidão de todas as nações que lutaram contra Ariel será como o sonho de uma visão nocturna, e todos os que lutaram e sitiaram e prevaleceram contra ela. E como o faminto sonha e come, mas, quando acordado, a sua alma está vazia; e como o que tem sede sonha e bebe, e depois que acorda, ainda está fraco de sede, e a sua alma está vazia. : assim será a multidão de todos os gentios que pelejaram contra o monte Sião.

Fonte

Douay-Reims 1899 Edição Americana da Bíblia (no domínio público)

Nomes de meninos indianos favoritos e seus significados

Nomes de meninos indianos favoritos e seus significados

Morte Doulas: Guias no Fim da Vida

Morte Doulas: Guias no Fim da Vida

Como acima assim abaixo da frase oculta e da origem

Como acima assim abaixo da frase oculta e da origem